Minha História com a Rede Ebserh

“Foi Deus quem colocou esses profissionais na minha vida”

Um tempo atrás comecei a sentir um incômodo na garganta e desconfiei que poderia ser uma inflamação ou resfriado, o que me fez buscar a vacina contra a gripe o mais rápido possível. Alguns dias se passaram e o incômodo se tornou dor e piorou. Busquei atendimento no Pronto Atendimento perto de minha casa, onde a equipe suspeitou de caxumba, pois estava tendo um pequeno surto na região.

Tomei os remédios que me foram passados e meu estado não melhorou, foi se agravando e aumentando uma vermelhidão na região do pescoço. Foi quando novamente busquei o Pronto Atendimento e fiz um exame de sangue que constatou que eu estava com uma infecção. Fui encaminhada para um hospital onde comecei a receber antibióticos e, em dois dias, fui transferida para o Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (Hucam-Ufes).

Ao dar entrada no Hucam, fui para o pronto-socorro e, após fazer vários exames, a equipe médica descobriu que eu tinha um abcesso (acúmulo de pus) e fui diagnosticada com Celulite Cérvico-Facial. Imediatamente fui encaminhada para o Centro Cirúrgico, onde realizaram uma traqueostomia e a drenagem do abcesso, e depois fiquei um tempo na UTI.

Foi Deus quem colocou esses profissionais na minha vida. O médico que fez minha cirurgia foi muito atencioso e o residente passava todos os dias para fazer o curativo e saber como eu estava. Os enfermeiros e todos que vinham cuidar de mim foram muito especiais.

Eu tenho certeza que todo mundo tem o mesmo tratamento que eu tive no Hucam. Eu sei que é difícil conseguir vaga porque são muitas pessoas no estado que precisam e poucos lugares com esses atendimentos. Mas o tempo em que estive internada, sempre pensava: “não importa quanto empo eu vou ficar aqui, o que importa é que eu sei que eu vou sair bem”.

A enfermeira Camila foi muito especial nesse tempo, todos foram, mas ela me ajudou muito. Ela conversou com o pessoal do Serviço Social e elas me ajudaram a continuar a fazer os curativos na Unidade Básica de Saúde perto da minha casa com os mesmos medicamentos que eu usava no Hucam, recomendados pela Comissão de Pele. Eu fui ainda encaminhada para acompanhamento no ambulatório da cirurgia plástica do hospital, mas, graças a Deus, a recuperação foi tão boa, que não vou precisar fazer a plástica.  

Nancy Maria Wolkart Pimentel, 69 anos

Sobre a Ebserh

Desde abril de 2014, o Hucam-Ufes faz parte da Rede Ebserh. Vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 40 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Nota sobre o caso: A Celulite Cérvico-Facial é rara devido à região que atinge e chegou em estado grave no caso da paciente Nancy. Todo cuidado foi tomado pelas equipes médica e multidisciplinar na prestação da assistência devido ao grande risco de a bactéria ir para a corrente sanguínea. O Hucam dispõe de uma Comissão de Pele, que acompanhou o caso e estudou as melhores medicações a serem utilizadas nos curativos para recuperação e cura do local afetado, o que teve um resultado tão positivo, que a necessidade de cirurgia plástica no local foi dispensada. A paciente Nancy e sua família se tornaram amigos da enfermeira Camila Scopel, e trocam mensagens em redes sociais e telefonemas até os dias de hoje.

HUCAM - UFES