Notícias Notícias

Voltar

Qual é a temperatura ideal para o banho?

DICAS DE SAÚDE

Qual é a temperatura ideal para o banho?

Dermatologista do HC-UFG fala sobre os benefícios dos banhos frio e quente.

No inverno, nada é mais gostoso do que um banho quente. Mas será que as altas temperaturas do banho prejudicam ou beneficiam a saúde? O banho frio é mais saudável que o banho quente? A médica dermatologista e preceptora da Residência Médica do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (HC-UFG), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Camilla de Barros Borges, responde essas e outras perguntas aqui no Dicas de Saúde do HC-UFG.

Segundo Camilla de Barros Borges, o banho ideal é o banho morno, com temperatura entre 29°C e 38°C, pois se assemelha a nossa temperatura corporal. Acima de 38°C, já é considerado um banho quente, que pode ser benéfico em algumas situações, como para o alívio de dores musculares e articulares. “A água aquecida oferece uma sensação de relaxamento no corpo, graças a dilatação dos vasos sanguíneos, que faz fluir melhor o sangue e o oxigênio, relaxa as fibras musculares dando sensação de alívio das dores. O calor da água e o vapor gerado durante o banho estimulam a abertura dos poros e eliminação de células mortas”, explica a especialista.

Camilla Borges alerta que o banho muito quente, com temperatura acima de 38°C, torna-se prejudicial, pois pode ressecar muito a pele e estimular glândulas sebáceas a produzirem mais oleosidade, inclusive em couro cabeludo. Já, abaixo de 29°C, a temperatura ficaria muito fria e, se a pessoa ficar muito tempo na água, além de ressecar, poderia baixar a temperatura corporal e a pessoa ter sintomas de hipotermia, como tremores, por exemplo.

Já o banho frio faz a respiração ficar ofegante, levando mais oxigênio ao cérebro. “Assim, o organismo entende que precisa ficar mais atento, além disso, o banho frio estimula a produção de substâncias do bem-estar no cérebro. O banho frio é benéfico também para os atletas, pois ajuda a evitar a inflamação e tensão no corpo após o esforço”, avalia a especialista. A temperatura mais baixa contribui para fechar os poros da pele e cutículas do cabelo depois de limpos, garantindo uma barreira natural contra impurezas.

A dermatologista orienta que, após qualquer banho, independente da temperatura, é preciso hidratar a pele ainda úmida, pois é nessa hora que a nossa pele absorve melhor os hidratantes. “Toda pele necessita de hidratação após o banho, principalmente na época mais seca do ano, em que a umidade do ar está mais baixa. Devemos evitar também durante o banho o uso de buchas e preferir sabonetes hidratantes.

Ascom do HC-UFG/Ebserh