Hospital de Clínicas

da Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Gerência de Risco Sanitário Hospitalar Gerência de Risco Sanitário Hospitalar

GerenciaRiscoSanitário

Elo operacional entre o Hospital de Clínicas e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária encarregado de receber informações de eventos adversos e desvios técnicos de produtos de saúde das áreas internas do Hospital; analisando riscos e causalidade; propondo medidas corretivas e acompanhando o processo após a intervenção; notificando eventos, quando estes se relacionam à qualidade e à segurança de produtos e utilização de sangue e componentes; divulgando e tomando providências locais relativas aos alertas disparados pelos órgãos reguladores, além de Fortalecer a Rede de Hospitais-Sentinela, com a qualificação do processo de trabalho e a melhoria na segurança dos processos e produtos, gerando notificações de eventos adversos e queixas técnicas de produtos utilizados na atenção à saúde.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Composição

 

Portaria n.º 64, de 19 de maio de 2016

O Superintendente do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, no uso de sua competência que lhe foi subdelegada pela Portaria n.º 23, de 26 de abril de 2013, do Presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - Ebserh -, resolve:

Considerando a participação do HC-UFTM na Rede Brasileira de Hospitais Sentinela, instituída pela Anvisa para estruturação de Ações de Vigilância Sanitária de Produtos da Saúde Pós Comercialização (Vigipos), conforme Portaria do Ministério da Saúde e Ministério da Educação e Cultura n.º 2400, de 2/10/2007.

Considerando que o HC-UFTM terá como objetivos notificar eventos adversos e queixas técnicas de produtos de saúde, insumos, materiais, medicamentos, hemoderivados, saneantes, kits para provas laboratoriais e equipamentos médico-hospitalares em uso no país, conforme Resolução RDC 2/2010 Anvisa.

Considerando a necessidade de formação de uma equipe técnica com participantes nas áreas de Tecnovigilância, Farmacovigilância, Hemovigilância e Segurança do Paciente:


Art. 1.º Designar Gerente de Risco Hospitalar, Cristina da Cunha Hueb Barata de Oliveira, Chefe do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente e Gerente de Risco Hospitalar Substituta, Eva Cláudia Venâncio de Senne, Chefe da Unidade de Vigilância em Saúde e Qualidade Hospitalar, e os demais membros para comporem as equipes de:

 

Hemovigilância:
- Carla Maria de Sousa e Oliveira - Enfermeira
- Eliene Machado Freitas Felix - Médica
- Flora Margarida Barra Bisinoto - Médica
- Josiane Garcia - Enfermeira
- Leonardo Rodrigues de Oliveira - Médico
- Luciana Paiva - Enfermeira
- Ricardo Aparecido Olivo - Médico 
 

 Tecnovigilância:
- Kleber Pereira da Silva - Chefe da Unidade de Almoxarifado
- Marcelo Perrella - Engenheiro Clínico
- Andreza Fabiana da Cunha - Enfermeira
- Diego Nunes Andrade Rodrigues - Encarregado Administrativo do Setor de Eng. Clínica
- Marina Casteli Rodrigues Monteiro - Biomédica
- Nilva Setsuko Takahashi - Chefe do Setor de Engenharia Clínica
- Patricia Afonso Regino - Enfermeira

 

Farmacovigilância:
- Ayres Alexandre Carlos Menezes - Médico
- Ana Paula Fialho - Enfermeira
- Eliene Machado Freitas Felix - Médica
- Lorena Norte Pereira - Farmacêutica
- Mauritania Rodrigues Ferreira Cajado - Farmacêutica
- Patrícia Borges Peixoto - Enfermeira
- Sonia Beatriz Felix Ribeiro - Médica
- Suely Silva - Farmacêutica
- Thais Santos Guerra Stacciarini - Enfermeira
- Rodrigo Juliano Molina - Médico


Art. 2.º Na impossibilidade de comparecimento às reuniões, os membros deverão indicar um substituto para representá-los.

 

Art. 3.º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação e altera a Portaria n.º 18, de 22 de janeiro de 2015.

 

 

Luiz Antônio Pertili Rodrigues de Resende

 

Publicada no Boletim de Serviço HC-UFTM/Filial Ebserh n.º 83, de 24 de maio de 2016, p. 6-7