Notícias Notícias

Voltar

Ambulatório de Especialidades cede salas para a Associação dos Falcêmicos

Parceria

Ambulatório de Especialidades cede salas para a Associação dos Falcêmicos

Na manhã de 31 de outubro, o Hospital de Clínicas da UFTM formalizou a cessão de uso de duas salas localizadas no segundo andar do Ambulatório de Especialidades, à Av. Getúlio Guaritá, 331, para atendimentos da Associação Regional dos Falcêmicos - Arfa. 

O espaço será utilizado para viabilizar o apoio multiprofissional a pessoas diagnosticadas com anemia falciforme. A Associação também poderá fazer uso compartilhado de outras dependências do Ambulatório, como sala de reuniões, recepção e auditório.

De acordo com o hematologista Roberto Juliano Martins, a anemia falciforme é uma doença genética e hereditária que causa uma alteração no formato das hemácias, diminuindo a capacidade de oxigenação, além de poder obstruir os vasos sanguíneos. Embora não haja cura, esclarece o médico, existe a possibilidade de aumento da qualidade de vida do paciente a partir da adesão ao tratamento medicamentoso.

A gerente administrativa do HC, Maria Cristina Strama, entregou as chaves das salas à presidente da Arfa, Maria Conceição Rosa Vilela, após reunião da qual participaram membros da Associação e da Direção do Hospital. O termo formal de cessão de uso foi assinado pelo Colegiado Executivo do HC.


Multiprofissional

Em nome do superintendente Luiz Antônio Pertili Rodrigues de Resende, Strama parabenizou o trabalho desenvolvido pela Arfa e reiterou o apoio do Hospital de Clínicas na elaboração de propostas com o objetivo de otimizar a eficiência do atendimento prestado aos falcêmicos.

Já a presidente da Associação sem fins lucrativos, criada em 2002 e reestruturada em 2016, destacou que o espaço no Ambulatório de Especialidades será útil para propiciar auxílio em diversas áreas. Vilela destacou especialmente oftalmologia, nefrologia, cardiologia, psicologia e assistência social.

“Nossas ações não são focadas apenas no paciente, sempre ocorre a inclusão dos familiares. Apenas em Uberaba são mais de 110 falcêmicos, mas atendemos, ainda, pessoas de outras cidades da região Triângulo Sul do estado de Minas Gerais, como Frutal e Araxá”, ponderou.

Também participaram da entrega das chaves a chefe da Divisão de Logística e Infraestrutura Hospitalar, Marisley Francisco, o ouvidor Evandro de Souza e o chefe da Unidade Ambulatorial, Denner Donizetti Cunha Matos, além de convidados da Arfa.

Foto: Unidade de Comunicação HC-UFTM

Unidade de Comunicação HC-UFTM