Notícias Notícias

Voltar

Campanha incentiva doação de medula óssea

Saúde

Campanha incentiva doação de medula óssea

Trabalhador HU-FURG/Ebserh, seja um doador de medula óssea

Os trabalhadores Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. da Universidade Federal do Rio Grande (HU-FURG), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), podem fazer o cadastro no Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME). A ação realizada em 11 de dezembro, das 14h às 17h, no Anfiteatro Prof. Vicente Mariano Pias, na Área Acadêmica Prof. Newton Azevedo. 
 
 
Entenda a importância de realizar o cadastro no REDOME:
 
MEDULA ÓSSEA: Conhecida popularmente como “tutano”, a medula óssea é um tecido líquido que fica no interior dos ossos “chatos” e sua principal função é produzir os componentes do sangue: as hemácias (glóbulos vermelhos), os leucócitos (glóbulos brancos) e as plaquetas. 
 
QUEM NECESSITA DO TRANSPLANTE DE MEDULA ÓSSEA? O paciente com leucemia, aplasia e algumas doenças genéticas que comprometem a produção de sangue pela medula óssea.
 
COMPATIBILIDADE: A cada CEM mil possíveis doadores, apenas UM possui medula compatível com a de um paciente. Em relação a encontrar um doador compatível na família (entre irmãos do mesmo pai e da mesma mãe) a chance de encontrar um doador é de 25%.
 
TRANSPLANTE DE MEDULA ÓSSEA: O transplante é a substituição da medula óssea doente por uma saudável. Assim, o organismo do paciente transplantado passa a produzir novas células da medula óssea e de sangue. A realização do transplante de medula óssea pode ser a única esperança de cura para muitos portadores de algumas doenças do sangue e leucemias. Por isso, a importância de se encontrar uma medula compatível para realização do procedimento.
 
DOADOR: Para você ser um doador, é necessário ter entre 18 e 55 anos e ter boa saúde. 
São coletados 5 ml de sangue para testagem de compatibilidade. Caso você seja compatível, será convocado para realização de novos exames. Deste modo, lembre-se de sempre manter seus dados cadastrais atualizados pelo site: www.redome.inca.gov.br. Caso seja confirmado a compatibilidade, o estado de saúde do doador será avaliado e então convidado a fazer a doação.
 
FORMAS DE SE FAZER A DOAÇÃO
Existem duas formas de doar:
  • Punção no osso da “bacia”
  • Aferese
Na primeira situação, o doador é anestesiado, em centro cirúrgico. A medula (sangue) é retirada do interior do osso da bacia por meio de punção. O doador volta para suas atividades habituais uma semana após doação. Na segunda situação, o doador toma uma medicação, que faz com que a célula da medula migre do osso para corrente sanguínea, permitindo que sejam retiradas pelas veias do braço. Após doação, a medula óssea se regenera completamente após 15 dias. O doador pode manter seu cadastro e doar novamente a outro paciente que seja compatível.
 
 
Sobre a Ebserh
 
Desde julho de 2015, o Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. da Universidade Federal do Rio Grande (HU-FURG) faz parte da Rede Ebserh. Estatal vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do SUS, e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.
 
A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 40 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.
 
Assessoria de Comunicação do HU-FURG/Ebserh