Hospital Universitário da UFGD - HU-UFGD

Universidade Federal da Grande Dourados - UFGD

Ações e Programas Ações e Programas

Coordenadoria de Atenção à Saúde Infantil Coordenadoria de Atenção à Saúde Infantil

Acesso à Informação - Acesso à informação - Ações e programas - Coordenadoria de atenção à saúde infantil

  • Unidade de Terapia Intensiva Neonatal
  • Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal
  • Unidade de Internação Hospitalar de Pediatria (Posto 1)
  • Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica

 

Conceitualmente essas unidades são dependências hospitalares destinadas ao atendimento de recém-nascidos e crianças em estados críticos, semi-críticos, cuidados intermediários e mínimos. Os infantes são internados pelas mais diversas e heterogêneas doenças, sejam elas graves ou de risco, potencialmente recuperáveis, sob um sistema de vigilância contínua, pessoal e tecnológica.

As unidades estão providas de materiais e equipamentos em perfeitas condições de uso, a fim de atender a qualquer situação de emergência.
A assistência ao usuário é prestada por uma equipe multidisciplinar que tem como objetivo e ideologia a abordagem multidisciplinar no intuito de conduzir uniformemente. No seu processo de trabalho vivenciam experiências positivas e negativas, despertando elas sentimentos e emoções
que exigem uma excelente capacitação técnico-científica e preparo profissional para lidar com a perda, com a dor e com o sofrimento.

Essas unidades, além de serem unidades assistenciais, também são unidades de ensino, estruturadas para receberem discentes da área da saúde, principalmente de cursos de graduação e pós-graduação como Medicina, Enfermagem, Psicologia e Nutrição.

 

1. UTI Neonatal

A UTI Neonatal atende pacientes recém-nascidos de zero a 28 dias de vida com patologias ou que necessitem de cuidados como: prematuridade, baixo peso ao nascer, desconforto respiratório, risco ou ocorrência de apnéia, anóxia grave, sinais de insuficiência circulatória, hidropsia
fetal, sepse neonatal, necessidade de uso de nutrição parenteral, pós-operatório, exosanguíneo transfusão, distúrbios cardiovasculares, enterocolite necrosante, más formações congênitas e instabilidade de parâmetros vitais por causas diversas.

Os pacientes advêm de demanda interna (serviço de Obstetrícia) e de casos referenciados pela rede básica do município de Dourados e da macrorregião, que abrange cerca de 35 municípios vizinhos, para a qual o HU-UFGD constitui referência única, com encaminhamento através da
Central de Regulação ou de vaga zero, para atenção ao recém-nascido de alto risco.

O setor conta com médicos plantonistas, equipe de enfermagem e equipe multidisciplinar de assistência à saúde.

 

Acompanhantes

A visita na UTI Neonatal é de prioridade dos pais e/ou responsáveis legais pelos bebês ali internados. Casos especiais devem ser informados e serão avaliados pela equipe conforme necessidade e possibilidade.

Há um folder de orientações gerais acerca do serviço de terapia intensiva neonatal que é entregue aos pais no ato da internação ou durante o grupo de apoio com profissional de Psicologia.

 

Horários de visitas:

12h às 13h (matutino) - É nessa visita que o médico dará as informações sobre a evolução do caso de cada bebê. As informações serão repassadas estritamente aos pais e nunca por telefone.

15h30min às 16h (vespertino) e 20h às 20h30min (noturno).

Obs.: Sexta-feira (noite) e sábado (manhã) não existem horários de visita devido à desinfecção terminal do setor.

Caso seja necessário, o médico conversará com os pais fora do horário de visita da manhã. Por este motivo, é extremamente necessário que haja um telefone de contato seguro informado à equipe neonatal.

 

2. UCI Neonatal

A Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) atende recém-nascidos com patologias ou que necessitem de cuidados como: prematuridade, baixo peso ao nascer, desconforto respiratório leve, filho de mãe diabética, fototerapia, que necessite de acesso venoso para infusão
de fluídos, em uso de nutrição parenteral em transição, más formações congênitas em espera cirúrgica, cardiopatias compensadas, pós-operatórios estáveis clinicamente e transferência da UTI Neonatal.

Os pacientes advêm de demanda interna (serviço de Obstetrícia) e de casos referenciados pela rede básica do município de Dourados e da macrorregião de Dourados, que abrange cerca de 35 municípios vizinhos, para a qual o HU-UFGD constitui referência única, com encaminhamento através da Central de Regulação ou de vaga zero, para atenção ao recém-nascido de alto risco.

 

Acompanhantes

O acompanhamento dentro da UCI Neonatal é dado prioritariamente à mãe devido ao estímulo ao aleitamento materno exclusivo preconizado pelo Ministério da Saúde. As mães têm o direito de ficar ao lado de seu bebê 24 horas por dia, sendo os leitos confortavelmente
separados por biombo mãe-filho, com berço e/ou incubadora, juntamente com uma poltrona reclinável para as mães. 

A visita na UCI Neonatal é permitida ao pai e/ou algum outro familiar três vezes ao dia. A visita é de prioridade dos pais e/ou responsáveis legais pelos bebês ali internados. Casos especiais devem ser informados e serão avaliados pela equipe conforme necessidade e possibilidade. Durante
os trinta minutos de visita, duas pessoas podem estar com o bebê, sendo que, uma por vez, com duração de 15 minutos cada.

 

Horários de visitas:

11h às 11h30min (matutino).

16h às 16h30min (vespertino).

20h30min às 21h (noturno).

 

3. Enfermaria Pediátrica – Posto 1

É uma unidade de internação hospitalar destinada ao atendimento de pacientes que necessitem de acompanhamento clínico hospitalar, portadores de patologias diversas e heterogêneas que possam causar algum risco a sua vida. A clientela atendida por esta unidade encontra-se na faixa etária de 0 a 12 anos, sendo que são recebidos pacientes, em sua maioria, com patologias respiratórias, cirúrgicas, infecciosas e gastrointestinais. 

O grau de complexidade dos pacientes atendidos na Enfermaria Pediátrica varia bastante, desde pacientes que somente estão internados para melhora de seu quadro clínico e/ou administração de medicamentos endovenosos e clientes totalmente dependentes de cuidados, aos quais
a equipe deve ofertar todos os cuidados necessários para a manutenção e a preservação de suas necessidades básicas.

O setor dispõe de equipamentos para o atendimento dos clientes, além de equipamentos para o atendimento de urgências e emergências. Também possui uma sala de medicação, uma copa para lanches rápidos, uma sala de procedimentos e unidades de isolamento para internação
de pacientes com doenças infecto-contagiosas. Nessa unidade existe, ainda, um local para recreação, com TV, além de um espaço para atividades recreativas, na área externa do setor.

O Hospital permite a permanência de um familiar ou responsável pela criança durante todo o período de internação, sendo que outros familiares podem se revezar com este durante a hospitalização ou acompanhar o processo durante as visitas.

 

Horários de visita:

Segunda à sexta das 09h30min às 10h30min e das 16h30min às 17h30min.

Sábados e domingos das 15h às 17h.

 

4. UTI Pediátrica

É uma unidade de internação intensiva hospitalar destinada ao atendimento de pacientes críticos que necessitem de acompanhamento clínico hospitalar, portadores de patologias diversas e heterogêneas que possam causar risco a sua vida. A clientela atendida por essa unidade encontra-
se na faixa etária de 0 a 12 anos, sendo que são atendidos pacientes, em sua maioria, com patologias respiratórias, cirúrgicas, infecciosas e gastrointestinais.

O grau de complexidade dos pacientes atendidos na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica pouco varia, sendo a sua maioria de pacientes críticos, totalmente dependentes de cuidados, aos quais a equipe do setor deve ofertar todos os cuidados necessários para a manutenção e a preservação das funções vitais e das suas necessidades básicas, assegurando a recuperação da saúde.

O setor dispõe de uma vasta gama de equipamentos para o atendimento dos clientes, além de equipamentos para o atendimento de urgências e emergências. Também dispõe de um balcão para medicação, uma copa para lanches rápidos e unidades de isolamento para internação de pacientes com doenças infecto-contagiosas. O Hospital permite visitas de familiares ou responsáveis pela criança durante todo o período de internação, em horários estabelecidos para as visitas. Em alguns casos excepcionais ou em casos onde há necessidade de amamentação do bebê internado, o familiar é autorizado a permanecer durante toda a internação em tempo integral acompanhando a criança.

 

Horários de visita: 

Segunda a sexta-feira das 10h30min às 11h30min, das 15h às 15h30min e 20h às 21h.

Sábado, domingo e feriados das 15h às 15h30min e das 20h às 21h.