Hospital Universitário da UFGD - HU-UFGD

Universidade Federal da Grande Dourados - UFGD

Ações e Programas Ações e Programas

Internação Hospitalar Internação Hospitalar

Acesso à informação - Acesso à informação - Ações e programas - Internação hospitalar

Para o paciente efetuar sua internação faz-se necessário que o mesmo tenha sido referenciado por uma unidade de saúde, sendo encaminhado a este hospital por um médico, independente da especialidade. Esse usuário deverá apresentar ao funcionário do setor a documentação referente à solicitação da internação devidamente prescrita e assinada pelo profissional solicitante.

 

1. Internação Eletiva

Documentos necessários para acessar o serviço:

  • Identidade (RG);
  • Cartão SUS;
  • Comprovante de residência (conta de água, luz, telefone);
  • Telefones para contatos;
  • Exames (todos);
  • Autorização de Internação Hospitalar (AIH) assinada pelo médico e autorizada no Núcleo de Regulação do Município, quando internar para cirurgias eletivas.

No momento da internação, o usuário receberá um folheto informativo sobre os horários de visitas e troca de acompanhantes, bem como um folder explicativo da Ouvidoria. É orientado aos familiares que não se recomenda a entrada de crianças menores de 7 anos nas dependências do hospital, para visitação aos pacientes, por medidas de prevenção, portanto, a entrada de crianças fica a critério dos pais ou responsáveis. Para adentrar-se nas UTI’s o visitante deverá estar trajando vestimentas apropriadas para o ambiente hospitalar tais como: calças compridas, sapatos fechados, camisa ou camiseta com mangas, com o objetivo de resguardar a sua saúde bem como a do paciente.

Exercem direito a acompanhantes pacientes acima de 60 anos, conforme Estatuto do Idoso, e pacientes abaixo de 18 anos, conforme Estatuto da Criança e Adolescente. Pacientes que estão fora dessa faixa etária e que necessitam de maiores cuidados ficam a critério da equipe multiprofissional.

 

2. Alta Hospitalar

Os pacientes são encaminhados com sua contra-referência, com todas as orientações necessárias para continuidade de seu tratamento. Os familiares são avisados para buscá-los ou, no caso de pacientes que moram em outras cidades da macrorregião de Dourados, a Instituição avisa sua origem para que seja encaminhada uma ambulância para o seu regresso.

 

3. Cópia de Prontuários

Para a solicitação de tal procedimento torna-se necessária a apresentação dos seguintes documentos pessoais: RG, CPF, comprovante de residência, número de telefones para contato e o preenchimento de um formulário. Nos casos em que o solicitante não é o próprio paciente, deve apresentar autorização/procuração comprovando o vínculo (art.70 do Código de Ética Médica – da inviolabilidade da sua intimidade). Para a efetivação deste requerimento é necessária a autoriza- ção e a assinatura do Gerente de Atenção à Saúde do Hospital. O prazo de entrega se dá em oito dias úteis a partir da data da solicitação.

 

4. Óbito

Em caso de óbito a família será comunicada por um médico assistente e/ou médico plantonista. Para retirar a declaração de óbito o familiar deverá apresentar a documentação de identificação do paciente e assinar o livro de registro juntamente com a funerária indicada pela família. Em seguida, o documento deverá ser levado ao Cartório do 2º Ofício para registro do óbito.