Doulas Doulas

Normas para a atuação de Doulas autônomas na Maternidade do HU-UFGD

Normas para a atuação de Doulas autônomas na Maternidade do HU-UFGD

 

O Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD) é um hospital 100% SUS, integrado às diretrizes da Política de Humanização ao Parto e Nascimento. Para atuar no acompanhamento às parturientes e puérperas no âmbito da Maternidade do HU-UFGD, a Doula autônoma deverá cadastrar-se previamente, atendendo as seguintes diretrizes e normativas:

1. A Doula deverá imprimir e preencher ficha de cadastro disponibilizada abaixo, informando: nome completo, endereço, número do CPF e RG, contato telefônico, correio eletrônico (e-mail). A ficha preenchida deverá ser entregue, juntamente com cópia de um documento de identificação com foto, cópia do certificado de Curso de Doula e uma foto 3 x 4, na recepção do Pronto Atendimento Ginecológico e Obstétrico (PAGO) do HU-UFGD, no horário das 7h às 19h.

2. A ficha e a documentação serão recebidas pela instituição e, posteriormente, será feito contato com a Doula por e-mail, a fim de dar seguimento à conclusão do cadastro.

3. Antes de iniciar suas atividades, a Doula deverá participar de uma visita à instituição para conhecer as normas e rotinas de funcionamento da Maternidade do HU-UFGD. O agendamento dessa visita será feito na ocasião do contato por e-mail, conforme referido no item 2.

4. Será fornecida à Doula uma credencial (carteirinha), que autorizará sua entrada para atuação na Maternidade do HU-UFGD. No momento de entrega da credencial, a Doula deverá assinar um Termo de Conduta (modelo disponível abaixo).

5. Em posse de sua credencial, a Doula deverá se apresentar à equipe de profissionais do Pronto Atendimento de Ginecologia e Obstetrícia (PAGO) e do Centro Obstétrico, no momento da internação da paciente que irá acompanhar durante o trabalho de parto e parto.

6. A Doula deverá apresentar Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, assinado pela parturiente, para sua atuação no momento do trabalho de parto, parto e pós-parto imediato, que será anexado no prontuário da paciente. O documento será dispensável caso a atuação da Doula esteja prevista no Plano de Parto previamente protocolado pela parturiente. Modelos desses documentos também estão disponíveis abaixo.

7. Fica terminantemente proibida a interferência por parte da Doula na conduta médica, de Enfermagem e dos demais membros da equipe, bem como a realização de procedimentos técnicos que possam caracterizar exercício ilegal de profissão, mesmo que a Doula tenha formação profissional na área da saúde.

8. Os profissionais médicos e enfermeiros obstetras são os responsáveis técnicos pelo atendimento e pela assistência à mulher, tendo autonomia e autoridade para tomar decisões clínicas cabíveis.

9. A Doula deverá seguir as normas técnicas da instituição e da Maternidade. Caso contrário, poderá ser convidada a interromper o acompanhamento que está realizando à mulher.

10. A Maternidade do HU-UFGD oferece a utilização de: bola suíça, cavalinho, chuveiro (banho terapêutico), espaldar, banqueta de parto. Fica sob a responsabilidade da Doula (se necessário e se a parturiente desejar) o uso de: óleos e essências, massageador, rebozo e outros acessórios.

Mais informações podem ser solicitadas pelo e-mail avhu.ufgd@gmail.com.

 

DOCUMENTOS PARA BAIXAR