Hospital Universitário - HU-UFJF

Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF

Atenção à Saúde Atenção à Saúde

Hospital Dia Hospital Dia

Anemia ferropriva

Anemia ferropriva

Anemia ferropriva ou Anemia por carência de ferro    

O ferro é um nutriente essencial ao organismo, associado à produção de glóbulos vermelhos e ao transporte de oxigênio dos pulmões para todas as células do corpo.

A anemia por deficiência de ferro, ou anemia ferropriva, é a mais comum de todas as anemias.

- Mulheres em idade fértil;
- Idosos;
- Crianças;
- Adolescentes em fase de crescimento.


No entanto, qualquer pessoa pode desenvolvê-la, se não receber a quantidade adequada de ferro na dieta ou tiver dificuldade de absorção, que ocorre sobretudo nos intestinos.

- Falta de ferro na alimentação;
- Cirurgia de redução de estômago;
- Parasitoses (verminoses) intestinais;  
- Diarreias frequentes;
- Doença Celíaca (intolerância ao glúten);
- Perdas expressivas de sangue, em virtude de hemorragias agudas ou crônicas por via gastrintestinal ou como consequência de menstruações abundantes.

- Palidez;
- Cansaço;
- Falta de apetite;
- Apatia;
- Palpitações;
- Taquicardia.

Nos estágios mais avançados da doença, ocorrem alterações na pele e nas mucosas (atrofia das papilas da língua e fissuras nos cantos da boca) e também nas unhas e nos cabelos, os quais se tornam frágeis e quebradiços.

Em crianças, pode afetar o crescimento, a aprendizagem e aumentar a predisposição a infecções.

É importante realizar o levantamento da história, avaliação clínica e dos hábitos alimentares, além da realização de exames laboratoriais (hemograma, sangue oculto nas fezes, por exemplo) e de imagem (ultrassom, endoscopia) para investigar a origem de possíveis perdas de sangue.

Importante determinar e corrigir a causa da deficiência de ferro. Uma vez constatada a carência, recomendar uma dieta rica em ferro e prescrever sulfato ferroso por via oral, ou realizar o uso do medicamento por via endovenosa, quando necessário.

O tratamento deve ser mantido durante, aproximadamente, 6 meses depois de o exame de sangue acusar níveis normais de ferro no organismo.

- Dieta equilibrada e rica em ferro é fundamental para prevenir a anemia por deficiência de ferro;

- A adesão ao tratamento é a melhor forma de restabelecer os níveis normais de ferro no sangue;

- Alimentos enriquecidos com ferro (leite, iogurte, pães, cereais matinais, feijão, etc.) ajudam a suprir as necessidades diárias de ferro, que variam de acordo com a idade e o sexo.

Programa Nacional de Suplementação de Ferro. Manual de Condutas Gerais, 2013.

Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_suplementacao_ferro_condutas_gerais.pdf>. Acesso em: março 2017.

 

Elaborado por Sarah Masson T. Souza (bolsista).

Revisado por Cátia Aparecida Lopes Nazareth.