Notícias Notícias

Voltar

HU-UFMA inicia projeto voltado para gestantes de unidades básicas

Extensão

HU-UFMA inicia projeto voltado para gestantes de unidades básicas

Objetivo é fortalecer a vinculação entre o hospital e três unidades de bairros adjacentes

Conhecer de perto a maternidade escolhida para a realização do parto e ter acesso as informações inerentes a esse momento único na vida de uma gestante é fundamental para que propicie a ela um atendimento mais humanizado. O Hospital Universitário da UFMA - HU-UFMA, vinculado a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares- Ebserh, iniciou no mês de agosto um projeto que oferece esse diferencial as gestantes atendidas em duas unidades básicas e um centro de saúde de bairros adjacentes ao HU-UFMA.

Trata-se de um projeto piloto com o objetivo de fortalecer a vinculação entre o hospital e essas unidades: a UBS São Francisco, a UBS Bezerra de Menezes e o Centro de Saúde da Liberdade. O Hospital Universitário se tornou unidade de referência para essas unidades no que diz respeito aos partos de risco habitual. Na prática, gestantes que não são de alto risco e fazem seu pré-natal em um destes lugares podem escolher a maternidade do HU-UFMA como local para a realização do parto.

Por meio do projeto, uma equipe de enfermeiros obstetras e fisioterapeutas de saúde da mulher, vinculados a Unidade Materno Infantil, realizaram a primeira palestra para um grupo de gestantes da UBS do São Francisco. A líder de enfermagem do Centro Obstétrico do HU-UFMA, enfermeira obstetra Priscilla Dominici, explica o que é abordado nesse primeiro contato com as gestantes “Aproveitamos a oportunidade para explicar como é o funcionamento do hospital, orientamos quanto aos seus direitos, tiramos todas as suas dúvidas, explicamos quais os preparos que antecedem ao parto e já saímos de lá com visitas agendadas para que elas vejam de perto o hospital”.

Ela destaca que quatro grupos já visitaram o HU-UFMA, por meio do que chamam de “Visita Antecipada às Maternidades” e, na ocasião, passaram por todo o percurso que vão viver no dia do parto. “Conheceram o acolhimento, o centro de parto e o alojamento conjunto. Ao mesmo tempo em que conheciam às instalações também recebiam mais orientações quanto a atuação da equipe multiprofissional, os cuidados com o bebê, a amamentação exclusiva até o sexto mês, entre outros”. A enfermeira acrescenta ainda que o projeto permite uma maior segurança para essas mulheres.

O hospital vive um momento de fortalecimento da enfermagem obstétrica e o projeto permite que a equipe atue de forma mais intensa e possibilite também um aumento do número de partos normais.  

 

Por Danielle Morais

Imagens:

Ascom HU-UFMA