e-Saúde e-Saúde

e-Saude-GEP

NÚCLEO DE E-SAÚDE E TECNOLOGIA EM SAÚDE

 

Objetivos

 

  • Dar assistência à área de Atenção Básica e de Redes de Atenção à Saúde por meio uso de tecnologias digitais;
  • Realizar atividades de Telessaúde e Telemedicina;
  • Integrar diversos saberes e necessários à construção coletiva e multidisciplinar do conhecimento na área da Saúde.

 

Eventos

 

Seminário de Inovação Tecnológica em Saúde

Presidente: Victor Eulálio Sousa Campelo, MD PhD

 

RUTE / RNP

 

Coordenador: Victor Eulálio Sousa Campelo, MD PhD

 

A Rede Universitária de Telemedicina é uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia, apoiada pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e pela Associação Brasileira de Hospitais Universitários (Abrahue) e coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), que visa a apoiar o aprimoramento de projetos em telemedicina já existentes e incentivar o surgimento de futuros trabalhos interinstitucionais.

A RUTE dispõe da infra-estrutura de alta capacidade do backbone nacional da RNP, a rede Ipê, e das Redes Comunitárias Metropolitanas de Educação e Pesquisa (Redecomep). Esta iniciativa complementa o esforço coordenado de prover uma infra-estrutura fim-a-fim (nacional, metropolitana e institucional) adequada ao uso de aplicações avançadas de rede. Através do link da RNP com a Rede Clara (Cooperação Latino-Americana de Redes Avançadas), as instituições participantes contam com a colaboração de redes-parceiras na América Latina, Europa, Japão, Austrália e nos Estados Unidos.

A iniciativa provê a infra-estrutura de serviços de comunicação, assim como parte dos equipamentos de informática e comunicação para os grupos de pesquisa, promovendo integração e conectividade e disseminando atividades de P&D das instituições participantes. A utilização de serviços avançados de rede deverá promover o surgimento de novas aplicações e ferramentas que explorem mecanismos inovadores na educação em saúde, na colaboração a distância para pré-diagnóstico e na avaliação remota de dados de atendimento médico.

A Rute possibilita, em um primeiro momento, a utilização de aplicativos que demandam mais recursos de rede e o compartilhamento dos dados dos serviços de telemedicina dos hospitais universitários e instituições de ensino e pesquisa participantes da iniciativa. Em um segundo momento, a Rute leva os serviços desenvolvidos nos hospitais universitários do país a profissionais que se encontram em cidades distantes, por meio do compartilhamento de arquivos de prontuários, consultas, exames e segunda opinião.

Sua implantação traz impactos científicos, tecnológicos, econômicos e sociais para os serviços médicos já existentes, permitindo a adoção de medidas simples e de baixo custo, como a implantação de sistemas de análise de imagens médicas com diagnósticos remotos, que pode contribuir muito para diminuir a carência de especialistas, além de proporcionar treinamento e capacitação de profissionais da área médica sem deslocamento para os centros de referência.

 

SIGS EM ATIVIDADE:

SIG Cardiologia

Coordenador Local: Maurício Batista Paes Landim

SIG Urologia Pediátrica

Coordenador Local: Eulálio Damázio

SIG Bucomaxilofacial

Coordenador Local: Walter Leal de Moura

SIG TICs em Saúde (Tecnologia da Informação e Comunicação em Saúde)

Coordenador Local: Arinaldo Lopes da Silva

SIG Discussão de Casos para Internato

Coordenador: Prof André Gonçalves

SIG Hanseniase

Coordenador: Prof Ana Lúcia

SIG Teledermato

Coordenador: Prof Ana Lúcia

SIG Trauma - Cirurgia de Emergência

Coordenador: Dr Rafael Correia Lima

SIG Radiologia de Abdome

Coordenador: Dr Vinícius Rodrigues de Carvalho

SIG Cuidados Farmacêuticos

 

 

TELESSAÚDE
Brasil Telessaúde

 

O Programa Telessaúde Brasil Redes é uma ação nacional que busca melhorar a qualidade do atendimento e da atenção básica no Sistema Único da Saúde (SUS), integrando ensino e serviço por meio de ferramentas de tecnologias da informação, que oferecem condições para promover a Teleassistência e a Teleducação.

A implementação do Programa se inicia em 2007 com o Projeto Piloto em apoio à Atenção Básica envolvendo nove Núcleos de Telessaúde localizados em universidades nos estados do Amazonas, Ceará, Pernambuco, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com a meta de qualificar aproximadamente 2.700 equipes da Estratégia Saúde da Família em todo o território nacional e alcançar os seguintes objetivos:

  • Melhoria da qualidade do atendimento na Atenção Básica no Sistema Único de Saúde (SUS), com resultados positivos na resolubilidade do nível primário de atenção;

  • Expressiva redução de custos e do tempo de deslocamentos;

  • Fixação dos profissionais de saúde nos locais de difícil acesso;

  • Melhor agilidade no atendimento prestado;

  • Otimização dos recursos dentro do sistema como um todo, beneficiando, dessa forma, aproximadamente 10 milhões de usuários do SUS.