Notícias Notícias

Voltar

Parceria entre HU e SES resulta em capacitação sobre testes rápidos

EVENTO

Parceria entre HU e SES resulta em capacitação sobre testes rápidos

Durante o evento, falou-se ainda sobre a importância de fazer o teste e, especialmente, de vincular as pessoas submetidas ao teste ao serviço.

Profissionais de saúde e estudantes do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS) participaram nesta sexta-feira, 26, de uma capacitação para testes rápidos relacionados a Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). O evento, promovido pela Gerência de Ensino e Pesquisa do HU-UFS, teve a parceria dos profissionais do Programa Estadual de IST/Aids da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Conduzida pelo médico José Almir Santana, que responde pela gerência do Programa IST/Aids da SES, a capacitação teve ainda a presença da enfermeira Joana D’Arc Pereira (SES), que se envolveu na parte teórica, e da farmacêutica bioquímica Zelma Moura, que é do Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen-SE) e se concentrou na parte prática.

Para o gerente de Ensino e Pesquisa do HU-UFS, Roque Almeida, a ocasião é propícia ao aperfeiçoamento, especialmente para os estudantes. “Essa é uma questão importante, tanto para a saúde pública quanto para a economia e melhoria na qualidade de vida das pessoas. Para os estudantes e profissionais, é uma oportunidade de obter conhecimento e trabalhar em conjunto com outros órgãos”, resumiu.

Liga

Já a coordenadora da Liga Acadêmica de Sexualidade e ISTs da UFS, professora Lígia Lemos, falou sobre a importância da atualização. “Nesse primeiro momento, inscrevemos 35 participantes, entre estudantes e profissionais de saúde, para que a parte prática pudesse ser satisfatória. Nosso objetivo é garantir o sucesso dos testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites virais”, declarou Lígia, que responde também pela Unidade de Gerenciamento de Atividades de Graduação e Ensino Técnico do HU-UFS.

Uma das participantes do evento foi a enfermeira Brenda Barreto. “Essa capacitação vai ajudar bastante a proporcionar um melhor conhecimento teórico e prático e, principalmente, para que os testes rápidos sejam feitos com maior segurança, sejam fidedignos”, destacou Brenda, que faz parte ainda da Liga Acadêmica de Sexualidade e ISTs da UFS.

Testes rápidos

O médico José Almir Santana, principal facilitador da capacitação, informou que foram realizadas novas deliberações do Ministério da Saúde sobre testes rápidos. “Como existem novas determinações, marcamos esse encontro para atualizar todos aqueles que estão praticando os testes. A ideia surgiu a partir dessa situação nova. Abordamos também uma revisão sobre aconselhamento, tanto no teste positivo quanto no negativo”, apontou.

“Hoje o teste tem um papel a mais, não é só diagnosticar, é vincular o teste ao início do tratamento, e não apenas com o objetivo de produzir uma estatística”, enfatizou Almir Santana.

Durante o evento, falou-se ainda sobre a importância de fazer o teste e, especialmente, de vincular as pessoas submetidas ao teste ao serviço, prestando orientações e, se possível, fazendo o monitoramento desse paciente. Em seguida, foi oferecida a parte prática e um espaço para tirar dúvidas sobre todo o conteúdo da manhã.

Por Andreza Azevedo

Imagens: