Notícias Notícias

Voltar

Equipe do HU organiza campanha do Outubro Rosa e orienta pacientes e colaboradores

Saúde da mulher

Equipe do HU organiza campanha do Outubro Rosa e orienta pacientes e colaboradores

Equipe recebe colaboradores e pacientes com Árvore Rosa, para incluir mensagens de apoio e incentivo às mulheres no combate ao câncer

Quem entra no Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU-UFSC) é recebido com decoração relativa ao Outubro Rosa e com uma árvore de recados, na qual pacientes e colaboradores são estimulados a deixar uma mensagem para as mulheres se cuidarem, procurarem ajuda ou receberam estímulo durante o tratamento de câncer de mama e câncer de colo de útero.

Estas são algumas das iniciativas da equipe do Ambulatório de Tocoginecologia para a divulgação da campanha do Outubro Rosa, cujo principal objetivo é alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e, recentemente, do câncer de colo uterino.

Além da decoração e da Árvore Rosa, os profissionais do ambulatório organizaram uma Roda de Conversa com as colaboradoras, para discutir assuntos relativos à prevenção e diagnóstico precoce e enfatizar a importância de hábitos saudáveis na prevenção do câncer, como atividade física regular, alimentação saudável, evitar fumo e álcool, sexo seguro com preservativo e realização de exames necessários para diagnóstico, entre outros.

Também foram distribuídas camisetas para a equipe, que está sempre disponível para orientar pacientes e demais colaboradores sobre as atividades do Ambulatório de Saúde da Mulher.

A enfermeira Dionice Furlani, que organiza as atividades juntamente com a enfermeira Gisele Perin, explicou que o câncer de mama é uma das maiores causas de morte de mulheres no mundo, apesar de ser uma doença com alta chance de cura, desde que o diagnóstico seja feito no início da doença.

Segundo ela, uma das formas de fazer o diagnóstico precoce é através do exame de mamografia, garantido no SUS para mulheres acima de 40 anos. O autoexame deve ser estimulado, mas nem sempre consegue fazer o diagnóstico precoce. “Quando a mulher consegue perceber que está com nódulos, algumas vezes já está em uma fase mais adiantada da doença”, justificou a enfermeira.

O movimento começou em 1990, quando aconteceu a primeira Corrida pela Cura, em Nova Iorque (EUA), que é promovida, desde então, na cidade. Em 97, as entidades das cidades de Yuba e Lodi, também nos EUA, começaram a promover atividades voltadas para o diagnóstico e prevenção da doença, escolhendo o mês de outubro como o epicentro das ações.

O mês de Outubro já é conhecido mundialmente como um mês marcado por ações afirmativas relacionadas à prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. O movimento, conhecido como Outubro Rosa, é celebrado anualmente desde os anos 90. O objetivo da campanha é compartilhar informações sobre o câncer de mama e, mais recentemente, câncer do colo do útero, promovendo a conscientização sobre as doenças, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade.

O nome da campanha remete à cor do laço que é um símbolo internacional usado por indivíduos, empresas e organizações na luta e prevenção do câncer de mama. É por esse motivo que durante esse mês a cor rosa ilumina a fachada de diversas instituições públicas e privadas iluminam suas fachadas com objetivo promover indicar a adesão ao movimento.

O diagnóstico precoce ainda é o maior aliado para o tratamento eficaz do câncer de mama. Quando identificado cedo pode ser tratado, impedindo que o tumor alcance outros órgãos.

O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando assim as chances de tratamento e cura.

 

 

Clique na imagem abaixo para baixar a cartilha:

 

Vídeo: