Notícias Notícias

Voltar

Setor de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho orienta sobre biossegurança no HUAC

Prevenção

Setor de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho orienta sobre biossegurança no HUAC

Este ano, já houve 11 acidentes de trabalho relativos à exposição a material biológico

O setor de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho (Sost) do Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), em Campina Grande, enviou mensagem a todos os funcionários da instituição, alertando para prevenção aos acidentes com material biológico.

O comunicado é direcionado, especialmente, aos profissionais da área de saúde. A exposição ocupacional a material biológico potencialmente infectado aumenta o risco de contaminação por vírus, como o HIV, e transmissão de doenças, como  hepatite B e hepatite C.

Segundo dados do setor, somente este ano, já foram registrados 11 acidentes de trabalho no hospital, relativos à exposição a material biológico. O número corresponde a 85% de todas as ocorrências contabilizadas no Sost em 2018.

“Organizar o local de trabalho antes de realizar os procedimentos, evitar improvisações e trabalhar com segurança são cuidados essenciais. Além disso, o profissional precisa ficar atento para manter o cartão de vacinação em dia”, explicou Jéssica Diniz, enfermeira do trabalho. 

Ela acrescentou que, em caso de acidente, o profissional deve realizar os primeiros cuidados na área exposta e comunicar a ocorrência ao responsável pelo setor em que ocorreu o acidente e à equipe do Sost. Na sequência, o profissional deve se dirigir ao médico do Pronto Atendimento para avaliação e solicitação de exames.  “O novo fluxo de atendimento a acidente com exposição a material biológico será divulgado para todos os empregados do HUAC ainda neste mês”, comentou Jéssica Diniz.
 
CUIDADOS
Para prevenir acidente de trabalho com material biológico, outras questões também precisam ser observadas:
 
- Nunca reencapar, desconectar das seringas, quebrar ou entortar as agulhas já utilizadas nos procedimentos;
- Evitar improvisações;
- Não utilizar calçados abertos nos locais de trabalho;
- Não misturar seringas, gazes, luvas, bisturis e fios de sutura no mesmo recipiente de descarte. (Importante: os trabalhadores que utilizam objetos perfurocortantes são responsáveis pelo descarte do material).

Angélica Lúcio - Jornalista HUAC-UFCG