Notícias Notícias

Voltar

Setores de Engenharia Clínica e Hotelaria do Huap participam da implantação do caderno de processos e boas práticas

GESTÃO

Setores de Engenharia Clínica e Hotelaria do Huap participam da implantação do caderno de processos e boas práticas

Projeto da sede busca introduzir, em 11 dias de imersão, métodos de gestão para um trabalho mais eficiente dos setores

Com o objetivo de apresentar um projeto estruturado e conhecer as características de cada filial, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), através da consultoria EloGroup, iniciou, em 3 de setembro, as atividades para implantação do modelo de referência do “Caderno de Processos e Boas Práticas” nos setores de Engenharia Clínica e Hotelaria do Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap). As duas consultoras, Bárbara Feitosa e Laíra Brito, realizam os cursos até o dia 13 no hospital.

“Nossa ação está na elaboração do diagnóstico do setor e elevar o nível de maturidade da gestão da filial com a implantação de boas práticas”, explica a consultora EloGroup, Laíra Brito. Para a Chefe da Divisão de Logística e Infraestrutura Hospitalar Mônica Felix “a expectativa é grande pela aplicação dessas ações e melhoria dos processos na engenharia clínica e hotelaria. A contribuição de todos e o intercâmbio de informações e experiências com os profissionais da saúde estão sendo de grande avanço para o mapeamento de processos que objetiva o aumento da qualidade na prestação de serviço desses dois setores para melhor atendimento ao usuário”, afirma Mônica.

A consultora da EloGroup, Bárbara Feitosa, aponta os benefícios diretos do projeto para o Hospital Universitário: “aumento da qualidade assistencial, redução de desperdícios e custos e aumento da segurança do usuário SUS e ainda dos profissionais de saúde (médicos, enfermeiros e demais membros do corpo de trabalho) ”.

O Chefe do Setor da Engenharia Clínica do Huap, Yasser Issmail, enaltece a importância desta etapa do projeto que terá o prazo de seis meses para sua execução “o momento é importante para avaliarmos o nosso trabalho realizado até então e de como poderemos implementar os cadernos de boas práticas de forma assertiva diante da troca de experiências que estamos tendo, não só com as consultoras, mas também com a interação com outros setores do hospital”.

A Chefe do Setor de Hotelaria Hospitalar, Angélica Carlson, acredita que a aplicação das melhores práticas da rede Ebserh será adaptada à realidade do hospital trazendo grandes avanços. “A possibilidade de melhoria poderá atingir as seguintes atividades relacionadas à hotelaria: gestão do enxoval, gerenciamento de resíduos de serviços de saúde, higienização hospitalar e nutrição enteral”, prioriza Angélica.

Unidade de Comunicação Social (UCS)

Imagens: