Notícia Notícia

Voltar

Crianças da dermatologia ganham lanche junino

ARRAIÁ

Crianças da dermatologia ganham lanche junino

Atividade foi organizada pela Associação de Voluntários do HUB para 100 pessoas

Esperar pelo horário da consulta no ambulatório de dermatologia pediátrica do Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB) tem sido mais fácil e gostoso. Toda terça-feira, as crianças ganham lanche e participam de brincadeiras enquanto esperam pelo atendimento, atividade realizada pela Associação de Voluntários do HUB (AVHUB). No dia 13 de junho, o local recebeu decoração e comidas típicas de festa junina.

“Comi canjica, cachorro quente, paçoca e bolo. Minha mãe gastava muito com lanche, mas agora não precisa mais”, disse a paciente de 14 anos, Débora Aparecida Macedo, que comparece ao ambulatório toda semana. A mãe, Elizabeth Nunes Gomes, aprova. “O pessoal é muito amoroso e de grande coração. Eles fazem com amor e fizeram amizade com a gente”, conta.

O grupo de voluntários distribuiu arcos de cabelo para as meninas e bigode para os meninos. “Atendemos de 70 a 100 pessoas toda semana. São duas horas de entretenimento e distração não só para as crianças, mas para os pais e acompanhantes”, diz uma das voluntárias, Márcia Bernardes. De acordo com ela, o que a associação não consegue fazer ou comprar, consegue por meio de parcerias com padarias e fábricas de bolo.

Recém-chegada ao grupo, a voluntária Idelma Aparecida de Oliveira encontrou na atividade não só uma oportunidade de preencher o tempo como aposentada, mas satisfação pessoal. “Tem sido muito bom e gratificante. A gente sai daqui bem e com a alma leve”, declara.

Mas não são apenas as voluntárias que saem satisfeitas. As crianças são as que mais aproveitam. “Tem bastante lanche, é muito legal e divertido. Estou gostando”, diz a paciente Elis Ester Prado, de 9 anos. A mãe, Mônica Urbano de Magalhães, concorda com ela. “É uma iniciativa excelente e que ameniza um pouco o cansaço da espera, principalmente porque as crianças já vêm cansadas da escola”.

Segundo a dermatologista Izelda Costa, a proposta é promover festas em várias datas comemorativas, como Dia das Crianças, Páscoa e Natal. “Fazemos esses eventos há mais de dez anos, o que ajuda os pacientes a virem aos consultórios com mais alegria e aumenta a adesão aos tratamentos”, explica. 

Para a voluntária Maria Neta Mota, que ajudou a fazer a canjica, o sentimento é de gratidão. “Chega uma hora em que temos que fazer algo pelo próximo, como uma forma de agradecimento. É o obrigado de Deus. Estou na associação há seis meses e pretendo ficar por muito tempo”, diz ela.

Imagens:

Assessoria de Comunicação do HUB