Notícia Notícia

Voltar

HUB participa de avaliação nacional

Rede Cegonha

HUB participa de avaliação nacional

Pesquisadora do Ministério da Saúde visita hospital para avaliar as práticas no cuidado materno-infantil

O Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB) participa, de 24 a 31 de março, da avaliação nacional da Rede Cegonha, estratégia do Ministério da Saúde que visa garantir às mães e aos bebês humanização na assistência, por meio da organização do cuidado materno-infantil. O objetivo é avaliar as práticas adotadas pelo hospital e a capacidade de atendimento para manutenção do credenciamento como hospital integrante do projeto no Distrito Federal.

A coleta de dados é realizada por meio da visita de uma pesquisadora do ministério e inclui análise documental, observação e entrevistas com gestores, funcionários e pacientes da Unidade Materno-Infantil do HUB. “Vamos verificar como é o acolhimento às mulheres, a atenção e o cuidado, se há protocolos de assistência ao parto e classificação de risco e se os indicadores são utilizados corretamente”, explica a supervisora da Avaliação da Rede Cegonha no DF, Antonia Angulo-Tuesta, que também é professora da Universidade de Brasília (UnB).

Segundo ela, o processo de avaliação é contínuo. “O programa busca qualificar a atenção à saúde e fazer com que profissionais, gestores e sociedade se mobilizem em prol do cuidado a esse público”, ressalta Antonia. Para a chefe da Unidade Materno-Infantil, Lizandra Moura Paravidine Sasaki, integrar a Rede cegonha ajuda na melhoria da assistência aos pacientes. “Além de podermos ser referência para atendimento da Região Leste do DF, trabalhamos com a contrarreferência e como hospital terciário”, afirma.

Em 2016, o HUB realizou aproximadamente 1,3 mil partos. O hospital conta com 46 leitos, distribuídos entre os de internação, gestantes de alto risco, Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (Utin), Unidade de Cuidados Intensivos Neonatal (Ucin) e Método Canguru.

Avaliação nacional
A Rede Cegonha foi criada em 2011. Esta é a primeira vez que o Ministério realiza uma avaliação em todo o país com os serviços que aderiram ao programa. No Distrito Federal, são 11 hospitais da Secretaria de Saúde (SES-DF), além do HUB. Cada unidade deve receber um retorno com a análise do levantamento e indicações para continuidade das práticas que funcionam bem e melhorias dos pontos fracos.

Assessoria de Comunicação do HUB