Notícias Notícias

Voltar

Ações sensibilizam profissionais e estudantes

Prevenção da sepse

Ações sensibilizam profissionais e estudantes

Infecção generalizada pode ser evitada no ambiente hospitalar pela higienização das mãos na hora certa

Você sabia que higienizar as mãos na hora certa é uma medida eficaz para evitar a sepse, chamada popularmente de infecção generalizada, e que pode levar à morte? Não por acaso a prática tem uma data internacional, comemorada todos os anos no mundo inteiro para chamar a atenção de profissionais de saúde, pacientes e acompanhantes: o Dia Mundial de Higienização das Mãos, celebrado em 5 de maio. Já no dia 17 do mesmo mês, é a vez do Dia Nacional do Controle das Infecções Hospitalares.

Alinhado ao tema deste ano da campanha lançada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) – “Está em suas mãos prevenir a sepse na assistência à saúde”, o Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB) elaborou uma estratégia de conscientização com foco no segundo momento da higienização das mãos: antes de realizar procedimentos com os pacientes. Situações como manipulação de acessos venosos e administração de medicamentos têm potencial risco de infecções pela presença de dispositivos invasivos.

No dia 15 de maio, às 16h, no Auditório 1, durante a Semana de Enfermagem, haverá palestra sobre o tema. Já no dia 28 de maio, às 10h, também no Auditório 1, o chefe da Divisão Médica, Rodolfo Borges de Lira, apresenta o Protocolo de Sepse atualizado. E para uma atualização rápida, o HUB sugere a realização de dois cursos a distância, oferecidos pelo Hospital Albert Einstein, com duração aproximada de 30 minutos cada: Atualização em Sepse e Atualização em Higienização das Mãos.

Para sensibilizar a comunidade, haverá ainda espaços lúdicos nas Unidades 1 e 2 e distribuição de cartazes, faixa e adesivos que informam sobre os cinco momentos para higienização das mãos, segundo a OMS: 1. Antes de contato com o paciente, 2. Antes da realização de procedimento, 3. Após exposição a fluidos corporais, 4. Após contato com o paciente e 5. Após contato com o ambiente próximo ao ambiente. As peças ficarão disponíveis durante o mês todo. A iniciativa é coordenada pela Comissão de Controle de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (CCIRAS), que integra o Setor de Vigilância em Saúde do HUB.

Assessoria de Comunicação do HUB