Notícias Notícias

Voltar

HUB realiza mutirão para zerar fila de pacientes com retinopatia

Oftalmologia

HUB realiza mutirão para zerar fila de pacientes com retinopatia

Hospital atende 80 pacientes por semana para alcançar a meta até o final do ano

O esforço concentrado da equipe de oftalmologia do Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB) começou no dia 20 de outubro. Até dezembro, já estão agendados os atendimentos de 80 pacientes por semana com retinopatia, problema relacionados à retina. A meta é zerar a fila de espera desses pacientes até o final do ano e começar 2018 com a agenda livre para quem procurar o serviço.

“Estamos fazendo uma triagem dos pacientes que estão na fila e já tratamos os casos mais graves, evitando complicações maiores e até a cegueira”, explica a oftalmologista do HUB Ana Paula Tupynamba. Além de Ana Paula, a equipe que atua no mutirão conta com três profissionais da área administrativa e três médicos residentes.

Antes de iniciar a ação, a fila de pacientes com retinopatia do HUB tinha cerca de 700 pessoas. As principais causas da doença são diabetes, hipertensão arterial e miopia muito alta. Os problemas relacionados à retina podem reduzir a visão e, nos casos mais graves, levar à cegueira.

“Vamos iniciar 2018 sem débitos e com uma perspectiva melhor, melhorando também a oferta de serviços e o planejamento de atendimento”, garante o chefe da Unidade de Cabeça e Pescoço do HUB, Júlio César Romanholo.

A dona de casa Maria da Silva tem miopia alta e, por isso, precisa de acompanhamento para garantir que a retina não será afetada. Ela foi uma das pacientes atendidas no mutirão. “Gosto muito do atendimento daqui. Estava preocupada e agora estou indo embora mais tranquila sabendo que terei acompanhamento”, conta Maria.

A retinopatia do autônomo Nelson de Souza foi causada por hipertensão arterial. Enquanto aguardava a consulta, usava óculos feitos sem receita médica. “Estou muito satisfeito, estou sendo atendido e recebendo tratamento humanizado. E agora vou ter condições de usar os óculos corretos”, comemora Nelson. 

Imagens:

Assessoria de Comunicação do HUB