Notícias Notícias

Voltar

Cartilhas alertam sobre maus-tratos a crianças e adolescentes

PREVENÇÃO

Cartilhas alertam sobre maus-tratos a crianças e adolescentes

Materiais do Senado, elaborados com a participação de psiquiatra do HUB, orientam familiares, professores e profissionais

Vamos conversar? Com essa pergunta, três cartilhas do Senado Federal convidam o leitor a entender e refletir sobre temas importantes na defesa de jovens e crianças: Prevenção do Suicídio, Prevenção da Automutilação e Bullying/Cyberbullying. O material, elaborado por profissionais de saúde, visa esclarecer sinais e causas desses problemas e como procurar ajuda.

O psiquiatra do Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB), André de Mattos Salles, é um dos autores das publicações relacionadas à automutilação e suicídio. A ideia de criar as cartilhas surgiu após ele ministrar uma palestra na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado de Maus-tratos em Crianças e Adolescentes. O lançamento das cartilhas ocorreu em dezembro do ano passado.

“A proposta foi criar um material para ampla divulgação com informações claras, confiáveis e precisas, mas de fácil acesso e leitura. O foco principal são pais, responsáveis, familiares e profissionais da área da educação, que estão na linha de frente do cuidado e demandam mais esse tipo informação”, relata André. Segundo ele, os profissionais da saúde, como psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros e equipe que atua na pediatria também são considerados público-alvo. 

Em formato de perguntas e respostas comentadas, as cartilhas abordam os motivos que levam a pessoa a ter pensamentos suicidas e a se ferir, e ainda orientam sobre a ajuda que podem procurar. “Ao identificar sinais como mudança de humor e de comportamento, associados a casos de depressão, o importante é não coagir, não castigar e não desacreditar o adolescente, pois pode fazer com que ele evite procurar as pessoas que podem ajudar”, afirma André.

De acordo com o psiquiatra, o tratamento depende primeiro da definição do diagnóstico, já que a automutilação e a ideia de suicídio são sintomas de um quadro psíquico. Depois, deve envolver uma abordagem geral, incluindo vínculo familiar, psicoeducação, psicologia e psiquiatria.

Para ajudar a compartilhar as informações, o HUB divulgou as cartilhas em uma página no menu Publicações do site. É só clicar e acessar os materiais!

CPI de Maus-tratos do Senado
Composta por sete titulares e cinco suplentes, a CPI foi instalada em agosto de 2017 para investigar irregularidades e crimes contra crianças e adolescentes, como abandono, trabalho infantil, maus-tratos físicos, psicológicos e intelectuais, negligência e abusos sexuais. (Fonte: site do Senado)

Assessoria de Comunicação do HUB