Notícias Notícias

Voltar

Representantes do hospital visitam HUB

Moinhos de Vento

Representantes do hospital visitam HUB

Atividade faz parte do projeto do Ministério da Saúde para melhorar a segurança do paciente

Nos dias 27 e 28 de junho, o Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB) recebeu a visita de representantes do Hospital Moinhos de Vento, uma das cinco instituições de excelência que conduzem o projeto Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil. A iniciativa é coordenada pelo Ministério da Saúde, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS) em parceria com o Institute for Healthcare Improvement.

Durante os dois dias de visita, foi possível identificar as práticas já desenvolvidas no HUB e o que ainda é preciso implementar para atingir as metas do projeto: reduzir em 30%, até junho de 2019, e em 50%, até dezembro de 2020, as infecções relacionadas a corrente sanguínea associada ao uso de Cateter Venoso Central (CVC), pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV) e trato urinário (ITU).

No primeiro dia, a equipe do Hospital Moinhos de Vento conversou com representantes do Setor de Vigilância em Saúde e visitou a Unidade de Cuidados Intensivos e Semi-Intensivos. O segundo dia foi dedicado a conversas com profissionais da unidade. “A UTI do HUB tem uma área física boa, é bem organizada, com pacientes bem assistidos e equipe presente. O hospital já coleta indicadores de processos, já sabe como atua na prevenção de infecções, o que é muito importante para dar andamento ao projeto”, garantiu a pesquisadora do Escritório de Projetos do Hospital Moinhos de Vento, Louise Hoffmeister. 

“A equipe está mais interessada, mais motivada, e já percebemos uma evolução. Mas precisávamos dessa avaliação externa, que confirmou essa percepção”, afirmou a chefe da Unidade de Cuidados Intensivos e Semi-Intensivos do HUB, Márcia Campara. “Com essas visitas, conseguimos tirar dúvidas da equipe e das lideranças que estão conduzindo o projeto para aprimorar e padronizar o atendimento”, completou o chefe da Divisão de Enfermagem do HUB, Rigeldo Lima.

A visita ao HUB fez parte da programação da equipe do Hospital Moinhos de Vento, que durante a semana também esteve nos outros cinco hospitais do Distrito Federal que participam do projeto: de Base, Regional do Gama (HRG), Materno-Infantil de Brasília (HMIB), Regional da Asa Norte (HRAN) e Instituto de Cardiologia (IC). No dia 26 de junho, foi realizada uma oficina com representantes de todas as instituições do DF.

O projeto
O projeto colaborativo Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil está sendo desenvolvido em 119 instituições públicas de saúde do país desde dezembro de 2017. Além do Moinhos de Vento, que fica no Rio Grande do Sul (RS), outros quatro hospitais de excelência foram selecionados para conduzir a iniciativa: Hospital Alemão Osvaldo Cruz (SP), Hospital do Coração (SP), Hospital Israelita Albert Einstein (SP) e Hospital Sírio Libanês (SP). 

O objetivo é implantar melhores práticas para reduzir as Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde em Unidades de Terapias Intensivas (UTI) dos hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS), além de aperfeiçoar o cuidado dos pacientes, reduzir os desperdícios e minimizar os custos hospitalares.

Com isso, a expectativa é evitar cerca de 8.500 acidentes adversos seguidos de morte por ano nas UTIs dos hospitais participantes. A medida prevê também uma redução de R$ 1,2 bilhão de gastos com tempo de permanência do paciente nos leitos e com a utilização de insumos. O investimento total do projeto será de R$ 17 milhões em isenção fiscal.

Assessoria de Comunicação do HUB