Notícias Notícias

Voltar

Oficinas qualificam 60 pessoas em preceptoria

GraduaSUS

Oficinas qualificam 60 pessoas em preceptoria

HUB inicia encontros para fortalecer a integração entre serviço, ensino e comunidade

Para fortalecer a integração da assistência com a educação e a comunidade, o Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB) iniciou, nesta quarta-feira (7), a primeira de duas oficinas de qualificação em preceptoria. Participam 60 pessoas, entre alunos de graduação e professores da Universidade de Brasília (UnB), residentes e profissionais do HUB e servidores da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) que atuam na Regional de Saúde Leste (Itapoã, São Sebastião e Paranoá).

“A intenção é promover a integração entre os diferentes níveis de atenção para fortalecer a rede de saúde. Os encontros representam bem essa participação conjunta do HUB, UnB e Região Leste”, afirmou a gerente de Ensino e Pesquisa do hospital, Dayde Mendonça. Como parte dessa proposta, a segunda oficina será realizada no Hospital da Região Leste, dia 20 de fevereiro.

A capacitação é uma parceria do HUB com o Sistema de Integração Ensino-Serviço-Comunidade das Faculdades de Ciências da Saúde e de Medicina da UnB (Siesco) e com o Núcleo de Ensino e Pesquisa da Regional Leste (NUEP). “A metodologia problematizadora utilizada nas oficinas é muito eficaz, pois permite ao estudante assimilar a teoria e a prática”, disse o chefe do NUEP, Jardel Franco. “É uma oportunidade de tornar o projeto com maior impacto para a realidade, de acordo com as necessidades da região”, complementou uma das coordenadoras do Siesco, a professora de enfermagem Cláudia Griboski.

Durante os encontros, os participantes farão exercícios e análise de estudos de casos. Ao final, eles devem elaborar um projeto terapêutico que descreva o caminho para o melhor atendimento dos casos discutidos. O trabalho será apresentado no dia 8 de março, quando ocorre o acolhimento dos estudantes nos cenários de prática sa Região Leste. 

A professora de nutrição da UnB, Nathalia Pizato, é preceptora de alunos de graduação no ambulatório do HUB pelo Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde/GraduaSUS). “Essas oficinas ajudam na continuidade do nosso trabalho, onde os alunos desenvolvem na prática o conhecimento que adquirem nas disciplinas”, avaliou. Kássia Giovana Araújo, que cursa o 7º semestre de nutrição, é uma das beneficiadas com bolsa do GraduaSUS. “É importante não apenas para minha formação profissional, mas para toda a comunidade, pois são ações que aproximam o serviço da população”, relatou ela.

Mesmo não sendo preceptora, a cardiologista do HUB Bianca de Mello participou do encontro, representando o chefe da Unidade Cardiovascular, Daniel França. “Como estamos em um hospital ensino, convivemos diariamente com alunos de graduação e de pós-graduação, até mesmo com outras áreas da saúde”, declarou. 

Assessoria de Comunicação do HUB