Notícias Notícias

Voltar

Hucam inicia Projeto de Expansão do Modelo de Regulação Assistencial

Gestão

Hucam inicia Projeto de Expansão do Modelo de Regulação Assistencial

Ferramenta tem por objetivo aumentar a transparência e a justiça no acesso aos serviços de saúde prestados na instituição

O Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes (Hucam) começa a implantar, a partir de já, uma fórmula trazida da Catalunha, na Espanha, para modernizar, aumentar a transparência e a justiça no acesso aos serviços de saúde prestados na instituição.

É o Projeto de Expansão do Modelo de Regulação Assistencial, que visa a implantação de um modelo padronizado de Gestão da Oferta de serviços da rede de hospitais universitários da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

Este modelo foi estabelecido através de diretrizes elaboradas pela Diretoria de Atenção à Saúde da Ebserh em parceria com o Consórcio Hospitalar da Catalunha.

A Gestão da Oferta contempla as dimensões do cuidado assistencial: urgências, consultas ambulatoriais, internação, processo de hospital-dia clínico e cirúrgico, circuito cirúrgico, organização das agendas dos serviços de apoio diagnóstico e terapêutico (SADT) e gestão da documentação clínica.

O projeto traz o objetivo de aumentar a taxa de ocupação dos leitos, e melhorar as filas para consultas, exames e cirurgia. Como o Hucam é um hospital escola, os benefícios chegam também ao ensino pois, com uma casa mais arrumada, o hospital será exemplo ainda maior de gestão a ser levado para a vida profissional de cada aluno.

Por decisão da Ebserh, o modelo catalão será implantado gradativamente em todos os 39 hospitais federais universitários integrados a Rede. O Hucam está entre as primeiras unidades a participar do Projeto.

O hospital capixaba passará por cinco etapas de implantação do projeto nos próximos 12 meses. De 09 a 11 de agosto ocorreu a Fase de Sensibilização da comunidade hospitalar, com visita de uma delegação do Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA) ao Hucam, onde foi feita a apresentação das boas práticas implementadas com a consultoria catalã naquele hospital, bem como Oficina do Núcleo Operativo do Projeto no Hucam. A superintendente do HU-UFMA, Joyce Santos Lages, a gerente de Atenção à Saúde da unidade maranhense, Silvia Helena Cavalcante de Sousa, e a analista do Serviço de Regulação Assistencial da Ebserh-Sede, Flávia Perroni, deram palestras para gestores e demais colaboradores do Hucam em que ensinaram sobre o projeto.

O Projeto vai desenvolver e implantar metodologias, rotinas e ferramentas voltadas ao diagnóstico da oferta, perfil de utilização dos serviços hospitalares e dos dispositivos existentes de gestão da oferta de serviços.

"Será uma virada de página para o hospital. O objetivo da regulação assistencial é dar o acesso primeiro a quem precisa mais, de forma integral e equânime, conforme preconiza o Sistema Único de Saúde, bem como otimizar a oferta de recursos da instituição. As diretrizes trazem metodologias de trabalho que consideramos ideais para que os pacientes tenham atendimento mais humano e os fluxos sejam organizados para facilitar a atuação dos profissionais do hospital”, explica a líder do projeto no Hucam, Joana Stein.

Para este desafio, o hospital ganhou a companhia de um multiplicador. São os gestores do Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA). A unidade maranhense e outros dois hospitais da rede Ebserh já passaram pelo projeto e cada um adotou outros dois para multiplicarem seus conhecimentos.

"Fomos selecionados para receber o projeto neste momento devido à maturidade que o Hucam adquiriu. Hoje, depois de quatro anos com a Ebserh, já podemos ver resultados. Sabemos, por exemplo, quantos pacientes estão internados na rede de hospitais e podemos trabalhar em benchmarking", declarou o superintendente do Hucam, Luiz Alberto Sobral Vieira Junior.