Notícias Notícias

Voltar

HUOL e MEJC realizam solenidade alusiva aos 60 anos da UFRN

EVENTO

HUOL e MEJC realizam solenidade alusiva aos 60 anos da UFRN

Na ocasião foi reconhecida a contribuição de cada instituição para a história da Universidade

Os hospitais universitários do Rio Grande do Norte realizaram nesta segunda-feira, 26, evento alusivo aos 60 anos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Gestores, colaboradores e estudantes da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC) e do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), ambos da Rede Ebserh, participaram da solenidade no auditório da Faculdade de Farmácia.

A contribuição dos hospitais na história da UFRN, foi reconhecida, através da entrega de um troféu comemorativo, aos superintendentes Stênio Gomes da Silveira, do HUOL, e Luiz Murillo Lopes de Brito, da MEJC.

Em seu discurso a reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, expressou o significado especial da festividade nos dois hospitais. “Dois hospitais de referência de onde se germinou a semente de criação da universidade”, disse.

Ao citar a contribuição dos médicos Onofre Lopes e Januário Cicco, a gestora avaliou que as lições desses dois exemplos foram assimiladas pelos seus sucessores. “A UFRN, nestes 60 anos, pode orgulhar-se de desenvolver ações de saúde na capital e no interior. O compromisso das gerações se traduz nas atividades do hospital como centro de formação de recursos humanos, apoiando o ensino, a pesquisa, a extensão e a inovação, potencializadas com a adesão à Rede Ebserh”, afirmou.

O presidente da Ebserh e professor da UFRN, Kleber de Melo Morais, garantiu que as equipes dos hospitais continuarão somando esforços para atender às necessidades da população do Rio Grande do Norte. O gestor citou como novo objetivo a construção do Hospital da Mulher, projeto que será concretizado na Zona Norte de Natal. Os superintendentes do HUOL e da MEJC ressaltaram o compromisso com a qualidade da formação profissional e reforçaram o orgulho de integrar a história da UFRN.

Um pouco de história

Criada a 25 de junho de 1958, através de lei estadual, e federalizada a 18 de dezembro de 1960. A UFRN, instalada em sessão solene realizada no Teatro Alberto Maranhão, a 21 de março de 1959, foi formada a partir de faculdades e escolas de nível superior já existentes em Natal, como a Faculdade de Farmácia e Odontologia, a Faculdade de Direito de Natal, a Faculdade de Medicina de Natal e a Escola de Engenharia, dentre outras.

Instituição de ensino superior público, sob a forma de autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação, a UFRN tornou-se o principal centro universitário do Estado. Hoje são 116 cursos de graduação, um contingente de alunos que já se aproxima dos 44 mil e um quadro formado por 5425 servidores, entre docentes e técnicos-administrativos.

Suas ações são projetadas não apenas pelos municípios onde atua com unidades acadêmicas e hospitalares - Caicó, Currais Novos, Santa Cruz, Macaíba e na capital - mas através de 18 pólos de educação a distância que cobrem todo o Estado e até Estados vizinhos. Sua tradição e pioneirismo nas áreas de ensino, pesquisa e extensão, permitem ocupar as primeiras posições entre as instituições mais bem avaliadas das regiões Norte e Nordeste.

Sobre a Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra atualmente 40 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do SUS, e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

Criada em dezembro de 2011, a empresa também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Ascom Mejc