Notícias Notícias

Voltar

Inaugurada obra de modernização da UTI adulto do HUOL

Reestruturação

Inaugurada obra de modernização da UTI adulto do HUOL

Reforma totaliza investimentos na ordem de R$ 1,8 milhão

Foi inaugurada, nesta sexta-feira, 30, a obra de reforma da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto do Hospital Universitário Onofre Lopes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Huol-UFRN). Presente na solenidade, o presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Kleber Morais, destacou a importância da reforma na UTI do Huol para a população. “O nosso objetivo é que os hospitais universitários não percam, de maneira nenhuma, a sua característica de ensino, pesquisa e extensão, mas com a responsabilidade muito grande na atenção à saúde daquelas pessoas mais carentes”, afirmou o gestor da estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC).

A UTI adulto insere o serviço nos parâmetros mais modernos de assistência intensivista, contempla avançados mecanismos de controle de infecções e organiza a distribuição dos leitos por especialidades. A obra de modernização totaliza investimentos na ordem de R$ 1,8 milhão em infraestrutura, equipamentos e mobiliário, sendo 1,5 mi proveniente do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf) e o restante custeado com recursos próprios.

O superintendente Stenio Silveira ressaltou que, em 2016, a unidade realizou 979 internações, com média mensal de 81,5 pacientes atendidos, sendo o ponto de convergência da atividade de inúmeros serviços cuja a ação depende de leitos de UTI. “Procedimentos da neurocirurgia, da cirurgia cardíaca, da oncologia cirúrgica, do tratamento cirúrgico da obesidade mórbida, do transplante renal só podem ser efetuados se houver leito de UTI. No serviço público do estado, apenas o Huol realiza procedimentos nessas especialidades”, destacou o gestor.

O Huol conta atualmente com 19 leitos de UTI adulto credenciados pelo Ministério da Saúde, número alcançado em 2014, com a ampliação de nove acomodações, viabilizada pela contratação de recursos humanos por meio de concurso realizado pela Ebserh.

Ângela Cruz, reitora da UFRN, acentuou que a reforma dará melhores condições de trabalho e estudo à comunidade acadêmica. “Não é só o fato de darmos condições para a vida, para a assistência contratualizada pelos nossos hospitais. É também uma ampla condição que damos ao ensino e a pesquisa para os nossos professores, para os nossos alunos de graduação, de residência, mestrado e doutorado, que terão condições muito melhores com essa reestruturação”, disse.

Presente na solenidade, o deputado federal Felipe Maia (DEM), coordenador da bancada parlamentar do Rio Grande do Norte, destacou a importância da manutenção das ações em saúde e celebrou os avanços conquistados pela Ebserh. "Acompanhei o último mutirão nacional da rede, agora a inauguração de uma Unidade de Terapia Intensiva. Tudo isso mostra a capacidade de gestão técnica da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, otimizando recursos, priorizando projetos e impactando na saúde, mesmo no cenário de contigência econômica que vivenciamos", enfatizou o parlamentar.

Sobre a Ebserh

Desde agosto de 2013, o Huol é uma das três unidades hospitalares da UFRN filiadas à Ebserh, estatal vinculada ao MEC, que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.