Notícias Notícias

Voltar

HUOL passa a integrar lista nacional de alta adesão às práticas de segurança do paciente

SEGURANÇA EM SAÚDE

HUOL passa a integrar lista nacional de alta adesão às práticas de segurança do paciente

No âmbito da rede Ebserh, o HUOL ocupa o segundo lugar entre 17 hospitais

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou este mês o resultado do segundo ciclo de Autoavaliação das Práticas de Segurança do Paciente em Serviços de Saúde realizado em 2017. O relatório inclui o Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), que pertence à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e é gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), na lista de alta adesão às práticas de segurança do paciente.

Hospitais com leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de todo o país foram convidados a responder um formulário eletrônico composto de 19 critérios de avaliação das práticas de segurança do paciente e tiveram o prazo de junho a setembro de 2017 para o envio. Depois desse período, os 27 Núcleos de Segurança do Paciente das Coordenações de vigilância sanitária (NSP VISA) dos estados e do DF tiveram até fevereiro de 2018 para encaminhar a lista dos hospitais que apresentaram alta adesão às práticas de segurança do paciente, segundo as respostas que foram encaminhadas pelos próprios serviços de saúde e de acordo com as instruções fornecidas pela Anvisa.

O processo avaliativo será realizado anualmente e tem como objetivo contribuir com a melhoria da qualidade dos serviços de saúde brasileiros. 

Acesse o Relatório completo.


Destaque na Rede Ebserh

No âmbito da rede Ebserh, o HUOL ocupa o segundo lugar entre 17 hospitais inseridos na alta adesão às práticas de segurança do paciente. Para a coordenadora do Núcleo de Segurança do Paciente, Mabel Mendes, “o destaque na rede demonstra o comprometimento de toda a instituição para com os pacientes", explicou.

 

Sobre a Ebserh

Desde agosto de 2013, o Huol-UFRN é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação, que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.