Notícias Notícias

Voltar

Programas de Residência Médica do HUSM estão sendo auditados

Avaliação do Mec

Programas de Residência Médica do HUSM estão sendo auditados

Treze, dos 44 programas de Residência Médica do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM) estão sendo auditados. Na semana passada o auditor – do Banco Nacional de Avaliadores de Residência Médica, selecionado rigorosamente mediante o preenchimento de critérios estabelecidos pelo Ministério da Educação – esteve reunido com o grupo gestor do hospital, com a coordenação da Residência Médica e com os supervisores dos programas.

- A reunião com o grupo gestor serve para analisar o envolvimento destes com a Residência Médica e a importância que lhe é dada no contexto da instituição; O encontro com a coordenação para verificar o conhecimento desta sobre a legislação da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), bem como o seu cumprimento.  Apresentação das atas das reuniões da COREME, do seu regimento, último edital do processo seletivo, avaliação dos MRs e todas as informações estatísticas da instituição dos últimos seis meses (nº de atendimentos, nº de internações, nº de cirurgias, realização de exames laboratoriais e de imagem... etc.) – explica a coordenadora da Residência Médica no HUSM, Tânia Resener.

Já na reunião com os supervisores dos Programas de Residência Médica o auditor verifica o cumprimento de todas as atividades que devem ser praticadas pelos médicos residentes. Finalizando a etapa das reuniões, os médicos residentes são ouvidos. Nesse momento é proibida a presença de qualquer representante da instituição.

A auditoria finaliza com a visita aos cenários de prática, importantes para a condução dos Programas de Residências Médicas, principalmente os que estão em avaliação.  Poderá ser Centro Cirúrgico, Pronto Socorro, Unidades de Terapia Intensiva, Laboratórios... etc.

Todos estes passos serão utilizados pelo auditor para o preenchimento de um relatório Institucional e um relatório para cada um dos programas de residência médica em avaliação. Até que a auditoria seja concluída são, pelo menos, 2 meses de trabalho.

Desses 13 programas auditados no HUSM, três deles são programas novos: Endoscopia, Medicina de Emergência e Pneumologia Pediátrica. Nesses casos, o processo é ainda mais longo e, se aprovados, terão a concessão de AUTORIZAÇÃO (credenciamento provisório), que terá a validade do tempo de duração do programa. 

- Isto significa que depois da Autorização, depois de se formar a primeira turma de médicos residentes (MRs), este Programa é reavaliado, para então sim, ser reconhecido.  Se o programa tem duração de dois ou três anos (período de formação dos tres solicitados), este será o período da Autorização - Esclarece Tânia.

Passada essa etapa, o curso é reconhecido o credenciado e passará por uma próxima auditoria ou renovação de reconhecimento a cada 5 anos.

- Independente do tempo decorrido do Reconhecimento ou da Renovação de Reconhecimento, toda vez que solicitamos aumento de vagas, é obrigatória a Renovação de Reconhecimento para aquele aumento de vagas solicitado - afirma.

Esse é o caso de outros três cursos: Neonatologia, Neurologia Pediátrica e Pediatria. Além desses, o HUSM vai buscar RECONHECIMENTO ou RENOVAÇÃO DE RECONHECIMENTO em sete programas de Residência Médica: Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Cirurgia do Aparelho Digestivo, Cirurgia Torácica, Cirurgia Vascular, Coloproctologia, Radioterapia e Transplante de Medula Óssea.

Após a visita do auditor, os relatórios elaborados são encaminhados à Comissão Nacional de Residência Médica. Uma Câmara Técnica avaliará estes relatórios, juntamente com os projetos elaborados que deram início a todo processo, e esta avaliação é submetida à aprovação em Sessão Plenária.

Os resultados da avaliação institucional e da avaliação de cada um dos programas são encaminhados por correspondência eletrônica e por carta, para a COREME e para a Comissão Estadual de Residência Médica (CEREM-RS). Os Pareceres podem ser:

FAVORÁVEL, sem recomendações;

FAVORÁVEL, com Supervisão /modalidade Exigência;

FAVORÁVEL, com Supervisão /modalidade Diligência;

DESFAVORÁVEL (significa descredenciamento, fechamento do PRM e transferência dos MRs em curso).

Atualmente, das 52 instituições que oferecem Residência Médica no Rio Grande do Sul, o HUSM ocupa o primeiro lugar do interior do Estado em número de programas e vagas ofertadas.

 

 

Imagens: