Notícias Notícias

Voltar

Ebserh lança pós-graduação para farmacêuticos que atuam na oncologia

Capacitação

Ebserh lança pós-graduação para farmacêuticos que atuam na oncologia

60 profissionais de 27 unidades que têm o serviço já foram selecionados


 

Brasília (DF) - A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) lançou nesta quinta-feira (6) uma pós-graduação que vai aprimorar os atendimentos prestados a pacientes com câncer dos hospitais da Rede. A “Pós-Graduação em Farmácia Oncológica e Cuidados Farmacêuticos em Oncologia” vai capacitar 60 profissionais dos 27 hospitais filiados que contam com este serviço.

A iniciativa busca melhorar a qualidade dos atendimentos, a segurança do paciente e também atender uma resolução do Conselho Federal de Farmácia, que exige esta titulação mínima para atuação destes profissionais na oncologia. Em algumas unidades, a manipulação dos medicamentos ministrados aos pacientes de oncologia precisava ser terceirizada e, com as capacitações, poderá ser feita no próprio hospital.

“Esse curso tem uma importância enorme para a Rede, para os nossos profissionais e principalmente para os nossos pacientes. É uma formação qualificada que proporcionará maior segurança para o paciente, melhoria dos nossos serviços e assistência mais adequada”, destacou o vice-presidente da Ebserh, Arnaldo Medeiros.

O curso de dois anos, que será ministrado por uma empresa especializada na área, terá aulas já na próxima semana e conta com módulos na modalidade à distância (EAD) e atividades presenciais, com simulações práticas em São Paulo.

“Essa iniciativa mostra o reconhecimento da importância deste profissional e da sua atuação na assistência dos hospitais da Rede Ebserh”, ressaltou o assessor da presidência do Conselho Federal de Farmácia, Tarcísio Palhano.

O curso foi uma iniciativa do Serviço de Gestão do Cuidado Assistencial (DAS), do Serviço de Capacitação e Avaliação do Desempenho (DGP) e da Câmara Técnica em Farmácia Hospitalar da Ebserh (HUF). As vagas foram distribuídas para os hospitais obedecendo critérios técnicos, levando em consideração as necessidades de manipulação de cada hospital.  Após essas definições, cada unidade escolheu seus representantes. Os custos são custeados pela própria Ebserh.

 “É um momento de qualificação, que também impacta no uso racional dos medicamentos e dá oportunidades para troca de experiências e estreitamento de boas práticas e parcerias entre os hospitais” explica a coordenadora da Câmara Técnica de Farmácia Hospitalar da Ebserh, Cláudia Andrade Sala, do Hospital Universitário de Santa Maria.

As farmaceuticas do Husm que farão o curso são: Aline Santos Silva, Camille Salvany Caputi e Lenise Silva Lima

 

Coordenadoria de Comunicação Social da Ebserh

Imagens: