Notícias Notícias

Voltar

HUSM leva ações e aconselhamento em saúde ao Lar de Mirian e ao Vila Itagiba

Ebserh Solidária

HUSM leva ações e aconselhamento em saúde ao Lar de Mirian e ao Vila Itagiba

Nem a chuva de mais de 130 milímetros (o equivalente à média de todo mês de dezembro), que caiu sobre a cidade na última quinta-feira (20), foi capaz de impedir que uma turma muito determinada atingisse seu objetivo. Do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM), partiram 45 profissionais da área da saúde com um propósito bem definido: promover avaliações e ações de aconselhamento em saúde para crianças e idosos dos lares de Mirian e Vila Itagiba -  escolhidos para a 3ª edição do Ebserh Solidária.

Pela manhã, o grupo esteve presente no Lar de Mirian e Mãe Celita, uma Organização Não Governamental (ONG) que abriga crianças e adolescentes em vulnerabilidade social.

Na ocasião, para alegrar os pequenos, foi organizada uma série de atividades, que teve como pauta principal a atenção à saúde. O cirurgião dentista Igor Morari, responsável pela equipe que da saúde bucal, distribuiu, junto com os residentes, kits com produtos de higiene como escova, pasta e fio dental. Enquanto ensinavam a escovação correta, avaliavam aos pequenos pacientes, para saber quem precisava ser encaminhado ao hospital para tratamento.

Seis estagiários de Educação Física do HUSM realizaram, junto às crianças e adolescentes, uma série de atividades. Teve roda de dança, pula corda e também circuitos, que buscaram estimular a prática de exercícios no dia a dia dos pequenos.

A técnica em Ótica, Adriéli Delavi Freitas, fez a triagem oftalmológica. As que precisam de acompanhamento foram encaminhadas para o consultório itinerante do HUSM. A ação contou também com uma avaliação de Linguagem e de Motricidade Orofacial, feita pela fonoaudióloga Francine da Silveira.

A iniciativa agradou as crianças e as adolescentes.

- Eu achei o espaço muito bom, maravilhoso para as crianças brincarem, para a gente se divertir. Dançamos, brincamos, tocamos [instrumentos], ganhamos muitos doces e os presentes também - disse.

As nutricionistas Patrícia Vianna e Luma Bazzan expuseram uma pirâmide alimentar com a intenção de demonstrar para os pequenos quais alimentos são bons ou não para nossa saúde. Além disso, frascos continham a quantidade de óleo e açúcar que cada alimento que consumimos possuem.

No final da manhã, três papais-noéis levaram às crianças muitos doces e, também, distribuíram kits de higiene, que foram doados pelos servidores do hospital.

À tarde, os vovôs já aguardavam o grupo no saguão principal do Lar Vila Itagiba, que atende atualmente 76 idosos – 32 deles cadeirantes. A instituição existe desde 1959 e é mantida pelas filhas da Caridade São Vicente de Paula.

- Temos 40 profissionais trabalhando aqui e muitos pedidos de vagas para abrigarmos idosos, mas não conseguimos dar conta da demanda. Ações como essa vem somar. Essa interação do HUSM com os idosos e com a casa vem somar para a qualidade de vida deles – afirma a irmã Sirlei Maraia, diretora do Lar.

Enquanto no salão a música rolava solta, ao ritmo do gaiteiro Gabriel Gonçalves Pereira, os enfermeiros, psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, assistentes sociais e educadores físicos iam fazendo seu trabalho. Em um consultório próximo ao salão, a fonoaudióloga fazia avaliação auditiva. Na sala ao lado, as profissionais do Grupo de Estudos de Lesão de Pele (GELP) trocavam experiência com os cuidadores que atuam no lar.

- São pessoas bem capacitadas. A gente trouxe alternativas sobre que produtos usar quando o recomendado estiver faltando. Sempre é bom trocar experiência com as pessoas, porque a gente se engrandece. E foi o que aconteceu aqui, conversamos sobre prevenção de lesão de pele, cuidados de higiene e bem-estar tanto do paciente, quanto do trabalhador – contou Salete Rizatti, enfermeira do GELP.

Em uma mesa no próprio salão, as nutricionistas montaram a pirâmide alimentar para demonstrarem a importância da alimentação saudável e quais alimentos devem ser evitados. Entre uma música e outra, os educadores físicos colocaram os vovôs para dançar e as fisioterapeutas aproveitaram para fazer avaliações naqueles que apresentavam dificuldade de locomoção. A psicóloga fez uma escuta atenta e não faltou idosos que quisessem compartilhar sua história e sentimentos.

- A solidariedade é um valor humano inestimável e ela só se concretiza quando ações como essa beneficiam o cotidiano de outras pessoas. A comunidade inteira do hospital se envolveu. Ou participando diretamente das ações ou doando kits com produtos de higiene para as crianças e idosos de instituições de longa permanência – disse Soeli Guerra, gerente de atenção à Saúde que esteve presente na visita aos dois lares.

O clima estava tão acolhedor e alegre que alguns idosos se encorajaram para soltar a voz e arrancaram aplausos de todos. Um desses cantores foi seu Luiz Antônio Fagundes, 66 anos. Morador da casa desde 2015, encantou a todos com a interpretação de músicas tradicionalistas.

Os papais noéis, distribuíram doces e auxiliaram na entrega dos presentes de natal: kits com produtos de higiene pessoal, doados pelos servidores do HUSM.

As duas visitas contaram também com a intervenção da Caixa da Verdade, com objetivo de incentivar a higiene correta das mãos. Após passar álcool gel com luminol nas mãos, a pessoa visualiza as áreas que não ficaram bem limpas, graças a luz negra que existe dentro da caixa.

Equipes dos hospitais que integram a Rede Ebserh beneficiaram pessoas que vivem em instituições sociais escolhidas antecipadamente pelos próprios hospitais participantes, de maneira a oferecer serviços de saúde para aqueles que têm dificuldade de acesso a atendimento médico-hospitalar. Com o mutirão, os pacientes não precisaram se deslocar ao hospital, pois os serviços foram até eles. Ao todo foram cerca de 3 mil procedimentos.

 

 

Imagens: