Notícias Notícias

Voltar

GELP percorre unidades de internação para prevenir lesão por pressão

educação em saúde

GELP percorre unidades de internação para prevenir lesão por pressão

O Grupo de Estudos em Lesões de Pele (GELP) realizou a Ação de Educação em Saúde, no dia 20 de junho, durante o turno da manhã, nas unidades de internação do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM), visando a prevenção de lesões por pressão.

A lesão por pressão ocorre devido à falta de oxigênio e nutrientes nos tecidos, por conta da pressão que os tecidos moles sofrem junto a uma proeminência óssea por longos períodos. Isso leva a isquemia local, edema, ativação dos mediadores de inflamação e por fim, morte celular. Na maioria das vezes, a lesão por pressão poderia ter sido evitada. Por isso, os hospitais e os serviços de saúde utilizam protocolos e escalas na tentativa de preveni-las.

Como um dos mais importantes fatores que predispõe às lesões por pressão é a pressão causada nos tecidos, é primordial considerar o cuidado pautado em aliviar a pressão. Desta forma, a mudança de decúbito (posição do paciente) é a mais efetiva ação. Além disso, utiliza-se muito o colchão piramidal, colchoes de fluxo de ar e coxins que também tem como princípio aliviar os pontos de pressão. Outra ação importante é garantir aporte calórico, pois uma dieta rica em nutrientes também nutrirá os tecidos do nosso corpo.

Tendo em vista a importância de se prevenir as lesões por pressão, o GELP e membros do Núcleo de Segurança do Paciente (NSP), realizaram abordagens nas enfermarias, orientando familiares, pacientes e profissionais sobre o assunto. Para tal, foram utilizados os insumos básicos necessários, previstos no Protocolo de Prevenção de Lesões por Pressão da instituição, com demonstração prática.

A Unidade de Gestão de Riscos Assistenciais (UGRA/SVSSP) estimula, apoia e parabeniza o GELP, por mais essa iniciativa em prol da Segurança do Paciente e também reconhece a importância da participação da equipe de saúde e do empoderamento dos pacientes e familiares na prevenção deste incidente.

TEXTO E FOTOS: Unidade de Gestão de Riscos Assistenciais.

Imagens: