Notícias Notícias

Voltar

Consultório itinerante de oftalmologia do HUSM/UFSM faz campanha para arrecadar armações de óculos

para crianças e adultos

Consultório itinerante de oftalmologia do HUSM/UFSM faz campanha para arrecadar armações de óculos

 

No início de maio, a equipe do Consultório Itinerante de Oftalmologia do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM) iniciou uma campanha para arrecadar armações de óculos de grau usadas. Até o momento, já foram doadas 115 armações. Todas elas serão usadas para atender crianças de escolas públicas atendidos pelo Programa Saúde na Escola e adultos do Programa Brasil Alfabetizado, cujo objetivo é identificar, precocemente, problemas da visão.

Quem tiver armações sem uso em casa, pode levar até o HUSM. Os pontos de coleta estão no próprio consultório itinerante, instalado no contêiner amarelo em frente ao Pronto-Socorro ou na Unidade de Comunicação (térreo do hospital).

Segundo o Ministério de Saúde, a deficiência visual na infância atinge cerca de 30% dos estudantes, pode dificultar o aprendizado e acarretar um baixo rendimento na escola, trazendo problemas como repetência e evasão escolar. Por isso, a importância do diagnóstico precoce.

A triagem é feita no posto de saúde que atende a escola. Queixa de dor de cabeça frequente e/ou dificuldade de visão devem ser comunicadas para a professora que irá encaminhar o estudante para o posto de saúde, onde é realizada a triagem.

Os atendimentos do Projeto Consultório itinerante de oftalmologia no HUSM acontecem na terça-feira, de manhã e à tarde, na quarta-feira de tarde, mas quintas e sextas-feiras de manhã. Em cada turno são ofertadas oito (8) consultas. As 54 escolas públicas – de Santa Maria e região - que fazem parte do projeto podem fazer o agendamento pelo e-mail: consultorios.itinerante@gmail.com

O projeto consultório itinerante de oftalmologia iniciou os atendimentos em 2015. No ano seguinte, 506 óculos foram confeccionados e entregues para os alunos. Em 2017, foram 590 óculos.

- A criança vem, faz o exame. Quando necessário, os óculos são confeccionados e encaminhados para a escola. Os alunos que são atendidos pelo projeto retornam anualmente para revisão e sempre que necessários às lentes são substituídas – explica Adriele Delavi Freitas, técnica em ótica.