Notícias Notícias

Voltar

Colaboradores se unem para reduzir infecções nas UTIs do HUWC

120 CONTRA A INFECÇÃO

Colaboradores se unem para reduzir infecções nas UTIs do HUWC

A gestão do Hospital Universitário Walter Cantídio reuniu os colaboradores das duas UTIs – Clínica e Pós-operatória – para o lançamento do programa “120 Contra a Infecção”, que tem como objetivo central reduzir em 30%, até 2019, e em 50%, até 2020, as seguintes infecções: trato urinário associada ao uso de cateter vesical, primária de corrente sanguínea associada a cateter venoso central e pneumonia associada à ventilação mecânica.

Realizado no dia 6 de abril, no auditório F da Biblioteca do Campus do Porangabussu, o evento contou com a presença do superintendente do Complexo Hospitalar da UFC, Professor Luciano Moreira, que deu as boas-vindas, destacou o excelente nível de trabalho das equipes que formam as UTIs e reforçou a importância do comprometimento de todos com a causa. “Como microbiologista e professor da área, entendo e reconheço o quanto o trabalho de vocês é fundamental para o alcance dos objetivos hoje compartilhados. Contamos com cada um que aqui está”, reforçou o Professor Luciano.

Em seguida, Dr. Arnaldo Pires, chefe da Unidade de Cuidados Intensivos e Semi-intensivos, apresentou detalhes do programa; as estratégias que devem ser reforçadas para o alcance do objetivo central, como a correta higienização das mãos; e apresentou melhorias importantes de indicadores já conquistadas pela equipe, como a redução da densidade de infecção primária de corrente sanguínea relacionada ao cateter venoso central. “Todos nós já sabemos o que precisamos fazer. Somos especialistas nesse fazer. O que precisamos agora é priorizar isso enquanto time”, disse.

Dinâmicas

Conduzidas pela equipe do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente, formada pelos infectologistas Mônica Façanha e Jorge Luiz Nobre e pela enfermeira Geovania Maciel, dinâmicas foram realizadas e contaram com a participação de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem voluntários e a intensa interação da plateia. Foram simulados procedimentos comuns à rotina de UTI, como a implantação de acesso venoso central e a intubação endotraqueal, para que o grupo maior pudesse discutir sobre acertos e oportunidades de melhoria.

Dra. Fátima Rosane, coordenadora da UTI Pós-operatória, fez uma explanação conceitual sobre o nome do programa: 120 Contra a Infecção. “Trata-se de uma iniciativa do Ministério da Saúde, que, em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), está oferecendo suporte técnico para que unidades de terapia intensiva do adulto dos 120 hospitais selecionados possam melhorar seu desempenho em segurança do paciente”, explicou.

Vídeo

O suporte técnico, acrescentou Dra. Fátima, está sendo oferecido pelo conjunto de seis hospitais de excelência: Albert Einstein (SP), Oswaldo Cruz (SP), Beneficência Portuguesa (SP), Coração (SP), Moinhos de Vento (RS) e Sírio Libanês (SP). No Ceará, oito hospitais foram selecionados, dentre eles o HUWC e a Maternidade-Escola Assis Chateaubriand. A exibição de um vídeo especialmente produzido para o momento, com depoimentos de pacientes e familiares agradecendo o cuidado e dando força aos presentes, foi exibido no fim do evento, causando grande emoção em todos.