Notícias Notícias

Voltar

Serviço de Infectologia comemora 15 anos

LUTA CONTRA A AIDS

Serviço de Infectologia comemora 15 anos

Para marcar os 15 anos de atividades, o Serviço de Infectologia do Hospital Universitário Walter Cantídio escolheu uma data bastante representativa para celebrar seus desafios e conquistas: 1º de dezembro, Dia Mundial de Luta contra a Aids. Durante todo o dia, o “Simpósio sobre Avanços no Seguimento Clínico de Pacientes com HIV/Aids” movimentou gestores, professores, alunos, médicos, residentes, enfermeiros e demais profissionais de saúde em torno da temática tanto aqui no HUWC como no Hospital São José. 

Na manhã do dia 1º, o Auditório Paulo Marcelo, no Bloco Didático da Faculdade de Medicina, ficou completamente lotado. A abertura foi feita pela Professora Terezinha do Menino Jesus Silva Leitão, titular em Doenças Infecciosas da Faculdade de Medicina da UFC, chefe do Serviço de Infectologia do HUWC e médica do Hospital São José. Ela apresentou um detalhado histórico do ensino, da pesquisa e da assistência em infectologia no Ceará, resgatando a memória por meio de fotos de prédios, pessoas, jornais e marcos da área, como o diagnóstico, no Hospital Universitário em 1983, do primeiro caso de Aids no Ceará.

A Professora Terezinha apresentou também indicadores assistenciais do Serviço, como os 3.454 atendimentos feitos entre janeiro e outubro deste ano; e de ensino e pesquisa, a exemplo dos 77 trabalhos apresentados em congressos. A gestora antecipou, ainda, o início da Residência em Infectologia do Serviço. Outras referências na área, médicos, professores e gestores também deram suas contribuições ao resgate histórico iniciado pela Professora Terezinha.

Testemunhos

Registraram suas vivências, de forma descontraída e saudosa, o Professor Manoel Oliveira Filho, coordenador do Curso de Medicina da UFC; e os professores Eugênio Maia, Ivo Castelo Branco, Roberto da Justa, Mônica Façanha, entre tantos outros. A Professora Josenília Gomes, gerente de Atenção à Saúde do Hospital Universitário Walter Cantídio, agradeceu pelo momento ali compartilhado, reconheceu as oportunidades de melhoria e reforçou os avanços. “Juntos podemos fazer muito mais”, disse, ressaltando a necessidade de manutenção do trabalho em equipe.

Outras palestras fizeram parte da programação no HUWC: “Aids, como éramos, estamos e perspectivas reais futuras”, “Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas de infecção por HIV em adultos” e “Epidemia de HIV e sífilis entre homens que fazem sexo com homens no Brasil”. À tarde, a programação foi no Hospital São José, com destaque para os protocolos clínicos e diretrizes de tratamento de crianças e gestantes, além da profilaxia pré-exposição como estratégia de prevenção de infecção pelo HIV. O Simpósio também foi uma realização da Sociedade Cearense de Infectologia, da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical Seção Ceará e do Hospital São José.

Ação educativa

Também no dia 1º de dezembro, a Unidade de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho (Usost) realizou ação de prevenção à Aids no Hospital Universitário Walter Cantídio e na Maternidade-Escola Assis Chateaubriand. Representantes da Usost orientaram sobre formas de prevenção e distribuíram preservativos masculinos e femininos e broches com o laço que é símbolo da campanha.