Notícias Notícias

Voltar

Centro Cirúrgico do Hospital Universitário Walter Cantídio apresenta recorde de produtividade

BALANÇO DE 5 ANOS

Centro Cirúrgico do Hospital Universitário Walter Cantídio apresenta recorde de produtividade

O Centro Cirúrgico do Hospital Universitário Walter Cantídio apresentou o melhor resultado de produtividade dos últimos cinco anos. Num comparativo entre o desempenho da unidade no ano passado em relação a 2013, o aumento da quantidade de cirurgias realizadas foi de 27,02%. Em 2013, a unidade fez 4.026 procedimentos. Já em 2017, 5.114.

Destaque para as áreas que mais produziram no ano passado: Oftalmologia (927 cirurgias), Cirurgia Geral (550) e Otorrinolaringologia (549). Já com relação à taxa de suspensão cirúrgica, apresentaram os melhores resultados as seguintes especialidades: Oncologia (10,78%), Neurocirurgia (11,11%), Otorrinolaringologia (12,41%), Oftalmologia (15,12%) e Cirurgia Cardíaca (15,17%). A meta de suspensão cirúrgica no HUWC é abaixo dos 18%. As demais especialidades também se sobressaíram em relação a resultados anteriores tanto em quantidade como em qualidade.

Uma delas foi a Pediatria. Em 2017, a especialidade conseguiu duplicar o número de cirurgias realizadas. Em 2016, foram feitas pouco mais de 40 cirurgias. Em 2017, saltamos para 110 procedimentos. Conforme explica Osvaldo Rebelo Neto, cirurgião pediátrico do HUWC, isso foi resultado de um conjunto de medidas adotadas pela equipe, como a realização de mutirões aos fins de semana. Outros fatores contribuem para o aumento da produtividade, explica o cirurgião, como o nível de complexidade dos procedimentos pediátricos realizados, mais simples na sua maioria, o que possibilita realizar um número maior de cirurgias.

Na avaliação de Joseana Falcão, chefe de Unidade do Centro Cirúrgico/SRPA, esse aumento de produtividade foi resultado da busca multidisciplinar de melhoria contínua de processos de trabalho hospitalares, organização de filas cirúrgicas com revisão de perfis e complexidades, considerando a satisfação dos pacientes e a efetividade assistencial. Segundo Joseana, esse avanço tem relação com o compromisso e a competência de todos os envolvidos no processo.

Para a chefe da Divisão de Apoio Diagnóstico e Terapêutico, Ozilene Batista, a equipe do Bloco Cirúrgico do HUWC vem desenvolvendo um trabalho de excelência. Ozilene também destacou as várias medidas que foram tomadas a fim de alcançar as melhorias evidenciadas. “Contratação de novos profissionais, criação do colegiado gestor do bloco cirúrgico, efetivação da cirurgia segura e avaliação do mapa cirúrgico pela equipe multiprofissional dos diversos setores envolvidos no processo (Núcleo Interno de Regulação, Central de Material e Esterilização, Farmácia e Centro Cirúrgico) foram algumas das medidas que têm como consequências os resultados que hoje estamos colhendo”, disse.

A informatização das filas cirúrgicas e o aumento do número de consultas pré-anestésicas também contribuíram sensivelmente para os bons resultados alcançados, de acordo com a chefe da Divisão de Gestão do Cuidado do Hospital Universitário Walter Cantídio, Airtes Vitoriano.

Cirurgias no HUWC

Ano

Qtde Cirurgias

Variação em relação a 2013

2013

4.026

-

2014

4.131

2,61%

2015

4.907

21,88%

2016

4.844

20,32%

2017

5.114

27,02%

Fonte: SISTEMA MASTER

 
 

SERVIÇO:

Você pode conferir aqui os indicadores do Centro Cirúrgico atualizados até abril de 2018.