Notícias Notícias

Voltar

“A MCO-UFBA é um exemplo de humanização no atendimento”, diz paciente

Prematuridade

“A MCO-UFBA é um exemplo de humanização no atendimento”, diz paciente

Edla Queiroz relata atendimento recebido após parto prematuro

“Foi o suporte que tivemos na Maternidade Climério de Oliveira que garantiu o desenvolvimento que a minha filha tem hoje. A instituição é um exemplo de humanização no atendimento”. O depoimento é de Edla Queiroz Brito, 25 anos, mãe de Maria Eduarda que nasceu prematura de 30 semanas de gestação.

Edla chegou à Maternidade via Central Estadual de Regulação, após o rompimento prematuro da bolsa. Foram quatro semanas de internamento até o parto, que ocorreu normal, sem necessidade de cirurgia. Maria Eduarda nasceu no dia 31 de janeiro e enfrentou 23 dias internada na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) e mais 20 dias na Unidade de Cuidados Intermediário Neonatais Canguru (UCINCa).

Hoje, com nove meses de idade, Maria Eduarda é acompanhada no ambulatório de Follow up da MCO-UFBA, um programa multidisciplinar voltado para crianças prematuras nascidas na instituição com idade gestacional abaixo de 32 semanas e que necessitam do acompanhamento do desenvolvimento neuropsicomotor.

“Sou eternamente grata ao atendimento que tive na Climério, pois recebi todo o suporte e orientação desde a internação até a alta. A equipe sempre me manteve atualizada e eu aprendi muito aqui, acompanhando todo o processo”, conta Edla, ressaltando que se formou em Enfermagem meses antes do parto.

Novembro Roxo

O depoimento de Edla foi ouvido por pacientes, estudantes e profissionais da Maternidade Climério de Oliveira da Universidade Federal da Bahia na última segunda-feira, 12 de novembro, durante um encontro em atenção à Prematuridade.

Os profissionais das equipes que integram a UTIN, UCINCA e Unidade de Cuidados Intermediários Convencional organizaram estações de atividades com orientações sobre a importância do aleitamento materno, com a equipe de fonoaudiologia, o banho no bebê prematuro, com a equipe de enfermagem, estímulos visuais e motores e banho de ofurô, com a fisioterapia, informações sobre o Método Canguru com a equipe médica e uma roda sobre relatos e experiências com a equipe Psicossocial.

O encontro faz parte das atividades em alusão ao Novembro Roxo, campanha de sensibilização para a prematuridade.

A Maternidade Climério de Oliveira faz parte da Rede Ebserh. Estatal vinculada ao Ministério da Educação que atua na gestão de 40 hospitais universitários federais com o objetivo de aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do SUS, e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

Imagens: