Rede Cegonha Rede Cegonha

A Rede Cegonha é um programa do Sistema Único de Saúde (SUS) e propõe a melhoria do atendimento às mulheres durante a gravidez, o parto e o pós-parto e também ao recém-nascido e às crianças até 2 (dois) anos de idade.

A Rede Cegonha propõe maior disponibilidade de atendimento no pré-natal, garantia de realização de todos os exames necessários, inclusive um exame de ultrassonografia, encaminhamento para atendimento se houver alguma complicação durante a gravidez e vinculação da gestante à maternidade de referência para o parto.

Os profissionais de saúde estarão mais preparados para acolher a gestante e a criança e atendê-la com segurança e o cuidado mais humanizado.



Objetivos

  • Realização de pré-natal (de risco habitual e de alto risco) com captação precoce da gestante, com realização dos exames preconizados e com acesso aos resultados destes em tempo oportuno;
  • Acolhimento às intercorrências na gestação;
  • Prevenção e tratamento das DST/HIV/Aids e Hepatites;
  • Suficiência de leitos obstétricos e neonatais (UTI, UCI e Canguru);
  • Práticas de atenção à saúde baseada em evidências científicas;
  • Acompanhamento da puérpera e da criança na atenção básica com visita domiciliar na primeira semana após a realização do parto e nascimento, bem como a busca ativa de crianças vulneráveis;
  • Orientação e oferta de métodos contraceptivos;
  • Promoção do acesso ao transporte seguro nas situações de urgência para as gestantes, as puérperas e os recém-nascidos de alto risco;
  • Implantação e/ou implementação da regulação de leitos obstétricos e neonatais, assim como a regulação de urgências e a regulação ambulatorial (consultas e exames), entre outras.

 

A Rede Cegonha é uma rede de cuidados que assegura:

   • Às mulheres: o direito ao planejamento reprodutivo, a atenção humanizada à gravidez, parto, abortamento e puerpério.

   • Às crianças: direito ao nascimento seguro, crescimento e desenvolvimento saudáveis.


Tem como objetivos:

  • Novo modelo de atenção ao parto, nascimento e à saúde da criança;
  • Rede de atenção que garanta acesso, acolhimento e resolutividade;
  • Redução da mortalidade materna e neonatal.



Diretrizes da Rede Cegonha:

  1. Garantia do acolhimento com classificação de risco, ampliação do acesso e melhoria da qualidade do PRÉ-NATAL;
  2. Garantia de vinculação da gestante à unidade de referência e ao transporte seguro;
  3. Garantia das boas práticas e segurança na atenção ao Parto e nascimento;
  4. Garantia da atenção à saúde das crianças de 0 a 24 meses com qualidade e resolutividade;
  5. Garantia da ampliação do acesso ao planejamento produtivo.



Atos Normativos da Rede Cegonha:


Institui, no âmbito do SUS, a Rede Cegonha:
Portaria Nº 1.459, de 24 de junho de 2011

Altera a Portaria nº 1.459/GM/MS, de 24 de junho de 2011, que institui, no âmbito do SUS, a Rede Cegonha:
Portaria Nº 2.351, de 5 de outubro de 2011

Dispõe sobre os Planos de Ação Regional e Municipal da Rede Cegonha:
Portaria Nº 650, de 5 de outubro de 2011