Segurança do Paciente Segurança do Paciente

Segurança do Paciente

Identificação segura 

A Maternidade Climério de Oliveira (MCO/UFBA) implantou o protocolo de identificação segura do paciente. Agora, todas as pessoas que dão entrada na Emergência da maternidade recebem pulseiras com etiquetas de identificação que só serão retiradas na alta hospitalar.

O objetivo é garantir um maior cuidado aos usuários dos serviços da instituição. Isso porque erros de identificação do paciente podem ocorrer desde a admissão até a alta do serviço, em todas as fases do diagnóstico e do tratamento. Alguns fatores podem potencializar os riscos na identificação do paciente como: estado de consciência do paciente, mudanças de leito, setor ou profissional dentro da instituição e outras circunstâncias no ambiente.

Segundo o protocolo, é importante que o profissional da assistência confirme os dados da etiqueta das pulseiras a cada abordagem, assim como estimule a participação da paciente explicando a importância da identificação segura. O processo de identificação deve assegurar que o cuidado seja prestado à pessoa para a qual se destina.

Serão utilizados na pulseira quatro identificadores: Nome do paciente, data de nascimento, nome da mãe e número do prontuário. Para recém-nascidos (RN), a pulseira deverá ser colocada preferencialmente no tornozelo esquerdo. Caso seja necessária a retirada da pulseira para a realização de procedimentos, sua reposição deverá ser imediata.