Notícias Notícias

Voltar

MEAC realiza 1º Fórum de Contratualização para traçar estratégias conjuntas

Gestão

MEAC realiza 1º Fórum de Contratualização para traçar estratégias conjuntas

Gestores participaram de pactuação interna pelo cumprimento das metas do contrato com a prefeitura de Fortaleza

A Maternidade-Escola Assis Chateaubriand, do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, realizou nos dias 22 de fevereiro e 8 de março de 2017 dois encontros para alinhamento e definição de estratégias que ajudem no alcance das metas da Contratualização com a Prefeitura Municipal de Fortaleza. O 1º Fórum de Contratualização da MEAC contou com a participação do Gerente de Atenção à Saúde, Carlos Augusto Alencar Júnior, dos chefes das divisões, dos setores e das unidades que, juntamente com suas equipes, construíram um plano de ação para superarem o desempenho já positivo dos anos anteriores.

Na abertura, o gerente alertou para a necessidade de monitoramento das metas e registro de todas as etapas dos atendimentos. “Não adianta sermos bons, temos que mostrar isso. Apesar de todas as dificuldades, ainda conseguimos fazer muito, mas se deixarmos de informar cada procedimento, essa produtividade não existe no papel e não receberemos por ela”, explicou. O chefe da Divisão de Gestão do Cuidado da MEAC, Edson Lucena, ressaltou que esse encontro abriu uma nova perspectiva de gestão. “As equipes vão perceber a lacuna que existe atualmente entre o que está sendo produzido e o que está sendo informado”, destacou.

No primeiro dia, a chefe do Setor de Regulação da MEAC, Andrea Aguiar, apresentou aos presentes os dados de todas as áreas assistenciais referentes ao ano passado, da forma como constam do sistema. Subregistro, inclusão atrasada de procedimentos e preenchimento errado de informações foram algumas das não conformidades constatadas, antes despercebidas dos gestores participantes. Já no segundo e último dia do Fórum, os eles mesmos apresentaram estratégias elaboradas por suas equipes para um melhor desempenho dentro do que lhes é correspondente no alcance das metas.

O Fórum resulta de uma busca pela melhoria contínua dos processos de gestão do contrato. A MEAC, há alguns anos, vem implementando um compartilhamento muito grande na gestão dos seus vários serviços através de instâncias, como por exemplo, os grupos colegiados. Estes sempre possibilitaram que a governança planejasse e agisse da forma mais adequada para cada setor nas situações priorizadas por eles. “Agora é hora de avançar no sentido responsabilizar cada um destes gestores pelas metas que têm que ser alcançadas”, apontou Dr. Carlos Augusto. Segundo ele, além do compromisso que a instituição tem com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a MEAC precisa ter metas próprias e cada colaborador é um responsável por alcançar o que foi pactuado.

Tomando conhecimento de seu papel, cada colaborador passa a contribuir para o cumprimento das metas e, com isso, favorece uma melhoria da própria contratualização no futuro. A avaliação do contrato penaliza com perdas financeiras a instituição caso uma meta não seja alcançada por três meses. Entretanto, é necessário um ano inteiro de produtividade acima da estimada para que se possa recontratualizar com novos valores.  “Precisamos, efetivamente, envolver todos, dando ciência de qual a sua meta como serviço, e da necessidade de alcançá-la, primeiramente para não prejudicar a população”, completou o gerente.

Também neste sentido, as Unidades de Comunicação Social do Complexo iniciarão, nas próximas semanas, uma campanha interna de envolvimento no complexo, que visa a alcançar todos os colaboradores. Essa é uma missão de todos e, para tal, é importante que cada um da sua equipe identifique seu papel e assuma sua responsabilidade.

Para o Dr. Edson Lucena, que coordenou o fórum, o resultado da iniciativa foi muito positivo. Segundo ele, os encontros deram início a uma disseminação do conhecimento para a maioria dos colaboradores e dos chefes de serviço focando nas necessidades de melhoria. “O mais importante para todos nós foi presenciar o envolvimento das equipes buscando soluções, as propostas das temáticas que foram originalmente apresentadas e o envolvimento na tentativa de todos.

A contratualização anterior havia sido pactuada entre MEAC e Prefeitura em 2005. Até o ano de 2008, três aditivos foram acordados. Desde então, apenas em 10 de dezembro de 2016 foi assinada nova contratualização, pelo superintendente do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, Prof. Luciano Moreira, e a Secretaria Municipal de Saúde. Há pelo menos cinco anos profissionais da MEAC haviam iniciado o processo de revisão dos serviços e valores contratados.