Notícias Notícias

Voltar

Jornada discute nutrição enteral e parenteral em pacientes adultas e recém-nascidos.

TNUTRI

Jornada discute nutrição enteral e parenteral em pacientes adultas e recém-nascidos.

O encontro, realizado na manhã desta quinta, 29 de novembro, foi uma iniciativa do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente (SVSSP).

A I Jornada de Terapia Nutricional da MEAC (TNutri) foi um sucesso: sala lotada, trabalho em equipe e muita troca de experiências. Profissionais da saúde e residentes da Maternidade-Escola tiveram a oportunidade de estreitar laços, fortalecer a parceria entre setores e com o Hospital Universitário Walter Cantídio e compartilhar desafios e resultados dos dois primeiros anos do Serviço de Terapia Nutricional da maternidade. O encontro, realizado na manhã desta quinta, 29 de novembro, foi uma iniciativa do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente (SVSSP).
Um artigo publicado na revista Nutrición Hospitalaria destaca que, em 2016, a desnutrição chegava a atingir 60% dos pacientes internados em hospitais da América Latina. Foram analisados 49 estudos de 18 países. O Inquérito Brasileiro de Avaliação Nutricional Hospitalar (Ibranutri) apontou que no Brasil essa taxa gira em torno de 50%. Os impactos financeiros também são alarmantes. O custo com internações prolongadas e outras complicações decorrentes da desnutrição clínica podem aumentar em até 309%, quando comparado à internação de pacientes bem nutridos. 
Na MEAC, foi instituído em abril do ano passado o Serviço de Terapia Nutricional. A partir dele, formou-se a Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional (EMTN), hoje composta por médico, enfermeira, nutricionista, fonoaudióloga e farmacêutica. A regularização da atividade já incrementou o faturamento da maternidade em quase meio milhão de reais, com as dietas enterais e parenterais. “O esforço conjunto de colaboradores de vários setores possibilitou que, mais que tratamento, proporcionássemos o cuidado às pacientes. A excelência no cuidar, que está na nossa missão, passa necessariamente pela nutrição adequada e necessária para a boa recuperação”, explica Eugenie Neri, chefe do SVSSP.
Na programação, a jornada fez um resgate histórico do Serviço de Terapia Nutricional da MEAC, houve roda de conversa com a EMTN e explanações sobre a terapia nutricional no paciente crítico adulto, sobre os desafios da TN no Recém-nascido e sobre como minimizar os riscos em terapia nutricional neonatal. 
Confira fotos do encontro

Imagens: