Notícias Notícias

Voltar

Comunicação segura em hospitais é debatida em seminário

Segurança do Paciente

Comunicação segura em hospitais é debatida em seminário

Auditório lotado de profissionais e estudantes das áreas de Comunicação e Saúde para debater Segurança do Paciente. O I Seminário de Comunicação Segura em Hospitais, promovido pelo Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, pode ser considerado um marco na discussão de Comunicação em Saúde no Estado. Para assistir às três mesas-redondas, cerca de 150 pessoas compareceram ao auditório do Hemocentro do Ceará (Hemoce) nesta quinta, dia 6 de abril.

Na ocasião foram analisados alguns dos principais problemas de comunicação nas instituições sanitárias, refletindo sobre suas causas e possíveis caminhos para enfrentamento. O evento foi organizado pelos setores de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente (SVSSP) dos dois hospitais, para encerrar a II Semana de Segurança do Paciente do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, realizada desde o dia 3 de abril, em comemoração ao 4º aniversário da Portaria 529/2013 que instituiu o Programa Nacional de Segurança do Paciente.

“Falhas na comunicação têm produzido eventos adversos graves, resultando até em perdas de vidas. Faz-se necessário debater a Comunicação Segura, uma das metas do Ministério da Saúde para a Segurança do Paciente, conhecendo como ela está sendo desenvolvida na prática e que lacunas precisam ser resolvidas”, explicou a chefe do SVSSP da MEAC, Eugenie Néri.

 

Na abertura, o superintendente do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, Prof. Luciano Moreira, ressaltou a importância deste tema ser discutido e exaltou as ações praticadas nos hospitais universitários em prol da segurança do paciente. Em seguida, o presidente do ISGH, Flávio Deuleufeu, abordou o tema “A Segurança do Paciente como eixo do alinhamento estratégico institucional”, em mesa coordenada pelo gerente de Atenção à Saúde da Maternidade-Escola, Carlos Augusto Alencar Júnior. Em seguida, a médica Jordana Parente Paiva, presidente da comissão de Mortalidade da MEAC, e o professor da Faculdade de Medicina, advogado e farmacêutico Mauro Giffoni, debateram sobre “O registro em prontuário: desafios cotidianos para uma assistência segura”, sob coordenação da presidente da Comissão de Revisão de Prontuários da MEAC, Clarisse Uchoa de Albuquerque, que também apresentou orientações praticadas na Maternidade.

O encontro foi encerrado com a mesa-redonda “Comunicação segura em saúde e uso de mídias digitais”, com a participação do médico Rainardo Puster, do HUWC, e da jornalista Danielle Campos de Aguiar, chefe da Unidade de Comunicação Social da MEAC, que apresentaram o uso de ferramentas de Comunicação para a promoção de uma cultura de segurança. A coordenação da mesa ficou por conta da gerente de Atenção à Saúde do HUWC, Josenília Alves Gomes.

Confira, abaixo, entrevista com o presidente do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar, Dr. Flávio Deulefeu, que abriu o Seminário:

- A que o senhor atribui o crescimento que a atenção à segurança do paciente vem ganhando nas últimas décadas?

FD: Acredito que houve um grande marco mundial sobre a Segurança do paciente após a publicação do livro “Errar é Humano (Err to human)”, em 1999. Este livro evidenciou a realidade de uma epidemia de vidas perdidas por erros relacionados ao sistema de saúde que até aquele momento não tinham sido visualizados de forma clara, portanto expôs a magnitude deste evento, gerando interesse de toda comunidade científica sobre o tema.

- Como o senhor avalia a prática da segurança do paciente nos hospitais cearenses?

FD: Nos hospitais do Estado do Ceará, vejo que existe muita oportunidade de melhoria em segurança do  paciente, a conjuntura apresenta-se de forma heterogênea, onde alguns serviços de saúde estão em busca da implantação da cultura de segurança e outros estão em processo de consolidação. Esta é uma jornada que cedo ou tarde os serviços de saúde, tanto em hospitais públicos quanto privados, terão que inexoravelmente seguir. 

- A seu ver, qual foi a importância do I Seminário Cearense de Comunicação Segura em Hospitais?

FD: O Seminário realizado pelo Complexo Hospitalar da UFC foi de fundamental importância, que como universidade apresenta um papel norteador de diretrizes para as unidades de saúde do Estado. Este evento tem a capacidade de divulgar o tema, fortalecer o conhecimento deste assunto junto ao público, além de promover a troca de conhecimento institucional. Existe, no compartilhar destas informações, um aumento do conhecimento de todos, em um processo que consequentemente todos ganham, principalmente o paciente como centro do processo.

- De que forma o ISGH tem contribuído para o desenvolvimento da gestão voltada à comunicação segura?

FD: Segundo o Estudo de 2013, realizado pela Join Commission International, a principal causa da origem dos eventos adversos em serviços de saúde são problemas com a comunicação. Assim, reveste-se de grande importância o trabalho da comunicação segura nas unidades de saúde. No ISGH trabalhamos a comunicação tanto de forma horizontal, quanto vertical, através de campanhas. Este é um tema de grande reflexão, porque apesar de todos os instrumentos de comunicação que temos hoje, ainda não aprendemos a nos comunicar de maneira eficiente. Evidenciado por pesquisa publicada na revista Você S/A em 2009, 47,9% dos entrevistados se considera insatisfeito com a comunicação institucional nas empresas, e na área da saúde este cenário, certamente, pela complexidade envolvida do setor, é mais grave. Acredito, portanto, que temos uma longa jornada para alcançar uma melhor proficiência neste setor de comunicação, reforçando sempre a importância e prioridade do tema, porque através da propagação eficiente das informações da alta direção até a área assistencial, iremos inicialmente promover uma mudança de pensamento em relação à segurança do paciente e, posteriormente, alcançar uma mudança de comportamento. Isso conduz a uma consolidação da Cultura de Segurança institucional.

 

Veja aqui as fotos do I Seminário Cearense de Comunicação Segura em Hospitais

Imagens: