Palavra do Reitor Palavra do Reitor

A maternidade que dá lições de excelência

Fundada há 51 anos, após memorável campanha conduzida pelo Diretor Geral dos Diários Associados, João Calmon, a Maternidade-Escola Assis Chateaubriand é o berço onde nasceram dezenas de milhares de cearenses. Só isso bastaria para lhe emprestar significado especial no contexto de nossa rede hospitalar. Mas, graças ao idealismo e discernimento dos que a edificaram e dirigiram até a presente data, a MEAC tornou-se muito mais do que uma casa de parto. Rapidamente, incorporou uma série de outras missões – todas essenciais para o avanço da área da saúde no Estado – e logo se revelou imprescindível em nosso meio. 

Entregue à Universidade Federal do Ceará, após a inauguração, em dezembro de 1963, a Maternidade passou a funcionar como hospital de ensino, desenvolvendo pesquisas e assistência terciária à saúde. É ali onde os alunos de nossa Faculdade de Medicina vão aprofundar-se nas lições de Obstetrícia, Ginecologia, Anestesiologia e Neonatologia, ou fazer sua Residência Médica. 

Pela qualidade do atendimento e, especialmente, pelo nível dos profissionais que nela atuam, a MEAC firmou-se como polo de referência e de excelência. Dentre tantos outros que emprestaram à Maternidade-Escola o melhor de sua inteligência, sensibilidade e capacidade de trabalho, quero sublinhar um nome que, para mim, é emblemático, sintetizando o próprio espírito da instituição. Refiro-me ao Dr. Galba Araújo, que consagrou toda a sua gestão, como Diretor da Maternidade, à melhoria da qualidade da assistência obstétrica. Hoje, o seu legado perpetua-se na filosofia de trabalho daquela casa, onde foi homenageado, de uma forma original, ao se criar o Museu do Parto. 

Com uma estrutura complexa, a MEAC atende às mais diferentes demandas, exercitando o nível de profissionalismo que se exige de uma instituição do seu porte. Ambulatórios diversos, Centro Cirúrgico, Centro de Parto Humanizado, Clínica Obstétrica, Emergência, Farmácia, Laboratório, Projeto Canguru, Serviço Social, UTIs... são alguns dos desdobramentos que foram surgindo, ao longo dos anos, na busca pelo contínuo aprimoramento. 

Na primeira linha da prestação de serviços à sociedade, coloca-se outro setor essencial: o Banco de Leite Humano, que promove o aleitamento materno, como estratégia para reduzir os índices de mortalidade infantil. Funciona desde 1988, sendo que, desde 1993, a Maternidade-Escola da UFC tem reconhecimento nacional como Hospital Amigo da Criança, onde o Banco de Leite cumpre papel de relevo, melhorando a qualidade de vida da população. Ética, moralidade, transparência, humanização, valorização profissional e profissionalismo são alguns dos valores que orientam a atuação da MEAC. A enorme credibilidade amealhada ao longo de cinco décadas é que lhe permite associar a tradição à mais moderna tecnologia, visando oferecer um atendimento de excelência. Instituição implantada no seio de outra grande instituição – a Universidade – a Maternidade-Escola assume com muita seriedade o seu papel essencial de dar à luz as novas gerações de cearenses.

Henry de Holanda Campos 

Reitor da Universidade Federal do Ceará