Minha História com a Rede Ebserh Minha História com a Rede Ebserh

O projeto “Minha História com a Rede Ebserh” apresenta relatos de superação e a trajetória até a cura dos pacientes atendidos pelos nossos hospitais universitários federais. É o seu trabalho mudando a vida de quem mais precisa!

Voltar

“Se não fosse o suporte que teve, Pedro não teria resistido”

Minha História com a Rede Ebserh

“Se não fosse o suporte que teve, Pedro não teria resistido”

Imagem

O meu neto Pedro foi internado pela primeira vez no Hospital Universitário de São Carlos (HU-UFSCar) quando tinha quatro meses, por causa de uma infecção de ouvido. Os médicos viram que ele estava muito abaixo do peso e passaram uma dieta para fazer em casa. Com dez meses, Pedro foi novamente internado pois não tinha ganhado peso. Nesta segunda vez, ele teve de usar sonda para se alimentar, pois a desnutrição estava num grau tão avançado que ele já não conseguia mais comer pela boca, vomitava tudo.

Enquanto estava com a sonda, Pedro ganhou peso. Me autorizaram a ficar com ele nos dias que eu não trabalhava e quando eu saia do serviço. O nutricionista Gabriel, que é o anjo dele, o anjo Gabriel, passou muitas noites acordado, procurando o que fazer para ele comer.

Foi um tempo em que todos, sem exceção, trabalharam muito pelo Pedro. Desde as meninas da limpeza da copa, os médicos, o nutricionista. Trabalharam de todas as formas para ele sair do HU já comendo pela boca. E aconteceu: Pedro saiu do HU já tomando leite e comendo a papinha. Se não fosse o suporte que teve no HU, Pedro não teria resistido

E mesmo em casa, continuaram cuidando dele. A doutora Ludmilla continuou sendo a médica dele, via-o toda semana. A doutora Andreia continua cuidando dele até hoje, e, quando precisa, o Pedro é encaminhado para o nutricionista Gabriel. Eles adotaram o Pedro, cuidaram para melhorar a vida dele como um todo. Por causa do hospital, dos médicos, da doutora Cássia, doutora Andréia, do nutricionista Gabriel, da doutora Ludmilla, hoje meu neto tem uma vida totalmente normal.

Regina Aparecida Malagutti, avó paterna de Pedro

Sobre a Ebserh

Desde outubro de 2014, o HU-UFSCar é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação, que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.