Minha História com a Rede Ebserh Minha História com a Rede Ebserh

O projeto “Minha História com a Rede Ebserh” apresenta relatos de superação e a trajetória até a cura dos pacientes atendidos pelos nossos hospitais universitários federais. É o seu trabalho mudando a vida de quem mais precisa!

Voltar

“O meu netinho fala que o HDT é a ‘casa da vovó’”

Minha História com a Rede Ebserh

“O meu netinho fala que o HDT é a ‘casa da vovó’”

Imagem

Tenho uma doença rara de imunodeficiência primária, que afeta o sistema imunológico, fazendo com que permaneça internada todo mês para tratamento, por 15 dias ou mais, há 12 anos. Na América Latina, foram diagnosticados apenas dois casos até hoje, o meu e o de outra pessoa que mora no Chile.

Iniciei meu tratamento no Hospital de Doenças Tropicais (HDT), onde encontrei uma verdadeira família unida em prol do meu bem-estar e de todos os pacientes da unidade. O HDT não é um simples hospital como os outros; é uma casa, onde mora uma família que nos adota e cuida com respeito, amor e união. O meu netinho fala que o HDT é a “casa da vovó”.

Sou grata por tudo o que as pessoas desse hospital têm feito por mim. A cada quatro ou seis meses preciso ir a São Paulo para consultas com o imunologista. Como não tenho condições financeira, eles sempre ajudam com bingo e rifa.

Dra. Alexsandra, médica do HDT-UFT, existe para fazer a diferença por onde passa, no HDT, no Pronto Socorro, em qualquer lugar. É uma médica que amo e que cuida de mim com preocupação. Nosso relacionamento causa ciúmes e até guerra, mas não tenha medo porque a mão de Deus está para te guiar contra todos.

Agradeço por esses anjos aqui na terra: equipe médica, enfermeiros, técnicos de enfermagem, serviço social, a equipe da cozinha, em especial à Dona Raimunda, pelas pitadas de amor na comida.

Maria Creuza Borges, professora, 58 anos.

Sobre a Ebserh

Desde fevereiro de 2015, o HDT-UFT é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação, que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.