Notícias Notícias

Voltar

Rede Ebserh discute formas de melhorar contratos com o SUS

Recursos

Rede Ebserh discute formas de melhorar contratos com o SUS

Assunto foi tema do 2º Fórum de Gerentes de Atenção à Saúde da Ebserh

Brasília (DF) – Gestores dos hospitais universitários federais filiados à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) estiveram reunidos, nesta quarta (15) e quinta (16), para o 2º Fórum de Gerentes de Atenção à Saúde da Rede Ebserh. Em pauta, os contratos de prestação de serviços oferecidos ao Sistema Único de Saúde (SUS), fechado junto aos gestores municipais, estaduais e nacionais de saúde.

O debate contou com falas de representantes do Ministério da Saúde, que é quem repassa os recursos, dos hospitais universitários e dos gestores da Ebserh. O objetivo foi entender, cada vez mais, quais são os pontos que podem ser melhorados nas instituições para que os dados sejam os mais próximos da realidade na parte de atendimento e de recursos disponibilizados.

“Essa é a solução ideal para sabermos o que devemos corrigir e melhorar. É importante termos um espaço de discussão, onde todos os envolvidos podem participar, discutir ideias e, quem sabe, construir novos modelos de contratos e gestão”, analisou o Diretor de Atenção à Saúde da Ebserh, Cláudio Saab.

A opinião é compartilhada por Francisco Figueiredo, Secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde. Para ele, quanto mais dados sobre os atendimentos forem obtidos, melhor para a tomada de decisões. “Sabemos que os hospitais universitários atuam na parte de assistência, ensino e pesquisa. Por isso, temos que saber exatamente quanto é produzido, de quanto é preciso e como podemos melhorar essa conta”, destacou.

Nos dois dias de evento, os participantes discutiram o desempenho da contratualização SUS dos hospitais, o monitoramento e avaliação desses contratos, os desafios, as boas práticas e as diretrizes.

No local, ainda foi discutido um novo modelo de gestão da Diretoria de Atenção à Saúde. Nessa iniciativa, a ideia é implantar modelos de gestão clínica renomados internacionalmente com implantação de Núcleo Interno de Regulação, painel de bordo com principais dados disponíveis para a gestão e protocolos clínicos e assistenciais.

“É um processo de profissionalizar ainda mais a gestão e manter o nível de qualidade no atendimento. Não será um modelo engessado, cada hospital pode aplicar suas características próprias, mas a sede terá mais informações da rede”, afirmou o diretor Cláudio.

No encerramento do Fórum, o presidente da Ebserh, Kleber Morais, ressaltou que todas as solicitações feitas serão analisadas, pois são essenciais para o aperfeiçoamento da rede.

“O Fórum propicia um momento de troca de experiências muito importante para avançarmos na atenção à saúde e no pensamento como rede de hospitais universitários”, comentou.

 

15 e 16-03-2017 - 2º Fórum de Gerentes de Atenção à Saúde da Rede Ebserh.
Coordenadoria de Comunicação Social da Ebserh