Notícias Notícias

Voltar

Ebserh atua no combate ao mosquito da Dengue, Zika e Chikungunya

Saúde pública

Ebserh atua no combate ao mosquito da Dengue, Zika e Chikungunya

Mutirão vistoria sede e hospitais, em busca de focos do Aedes Aegypti

Brasília (DF) - A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) iniciou, nesta sexta-feira, 29, uma série de ações com o objetivo de combater o mosquito Aedes Aegypti, vetor das doenças Dengue, Chikungunya e Zika, doença que pode causar microcefalia em bebês.

Órgãos do governo federal, incluindo a Ebserh (as instalações da sede e hospitais), realizam um mutirão para vistoriar suas instalações, com o objetivo de eliminar os focos do mosquito. Os funcionários foram mobilizados para que fosse feita uma vistoria completa das salas e demais instalações dos seus respectivos prédios. A previsão é que até quinta-feira, 4 de fevereiro, todos os prédios públicos tenham sido inspecionados.

As atividades incluem a conscientização dos empregados da Ebserh também se tornem agentes de saúde em suas próprias casas, ruas e bairros, e ajudem a combater o mosquito e microcefalia no país, causada pelo Zika Vírus, e as demais doenças. Além disso, buscam fomentar a organização popular no combate ao Aedes Aegypti.

A campanha, que irá durar sete dias, faz parte de uma ação integrada do governo federal – desenvolvida pela Presidência da República em parceria com os ministérios do Planejamento e da Saúde – na luta contra o mosquito. Entretanto, é apenas o início de um trabalho que que será feito de forma contínua pela administração pública federal no combate ao mosquito.

Imagens:

Vídeo:

Coordenadoria de Comunicação Social da Ebserh