Notícias Notícias

Voltar

Hospital Universitário de Campo Grande inicia reforma da Unidade Coronariana

Infraestrutura

Hospital Universitário de Campo Grande inicia reforma da Unidade Coronariana

Serão realizadas obras na rede elétrica, rede de gases, climatização e revestimentos de acordo com as normas sanitárias atuais

Campo Grande (MS) – O Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (Humap-UFMS) iniciou, na última semana, a reforma da Unidade Coronariana (UCO). A obra do hospital filiado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) era aguardada há aproximadamente cinco anos e contemplará adequações da rede elétrica e de gases, revestimentos de acordo com as normas sanitárias atuais, climatização planejada, incorporação de armários e a construção de um espaço que pode ser convertido em leito de isolamento.

A UCO que, atualmente, divide espaço com a Clínica Cirúrgica I, ganhará também equipamentos adequados e dois novos leitos, que hoje não existem por falta de espaço. Hoje, a UCO tem ativos quatro leitos cardiológicos e três leitos de recuperação pós-operatória cardiovascular. Após a reforma, ganhará mais um leito de cada, totalizando nove leitos.

“A reforma trará adequação às normas sanitárias, bem como maior grau de conforto e segurança para todos os que frequentam a UCO, ganhos estruturais que serão revertidos em um melhor nível de assistência a todos os pacientes”, afirma o chefe da Unidade do Sistema Cardiovascular, Mário Augusto Freitas.

O valor do investimento é de R$ 285 mil, com prazo para conclusão de 90 dias. “A reforma da Unidade Coronariana é muito importante porque iremos ampliar o número de leitos e melhorar a infraestrutura, atendendo mais pessoas e de forma mais segura e eficiente”, destaca o superintendente do Humap, Cláudio César da Silva.

Unidade Coronariana (UCO)                                                        

A Unidade Coronariana (UCO) é uma unidade fechada de cuidados intensivos, muito similar a uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos requisitos, equipamentos e modo de funcionamento, entretanto, com foco e especialização dos profissionais direcionados para o atendimento das doenças cardiovasculares.

“Atualmente a UCO do Humap atende urgências e emergências cardíacas de Campo Grande e do interior do estado de Mato Grosso do Sul, assiste à demanda interna dos pacientes internados, suporta o pós-operatório das cirurgias cardiovasculares de grande porte, bem como serve como unidade de retaguarda para a Unidade de Dor Torácica (UDT) e Pronto Atendimento Médico (PAM) da instituição”, explica Mário Augusto Freitas.

Na UCO atuam diretamente dezenas de profissionais: cardiologistas, cirurgiões cardiovasculares, cirurgiões vasculares, fisioterapeutas, nutricionistas, enfermeiros e técnicos de enfermagem, funcionando ainda como ambiente de estágio e aprendizado para alunos de diversos cursos de graduação da UFMS (medicina, enfermagem, fisioterapia, nutrição, entre outros) e de pós-graduação para médicos residentes de diversas especialidades médicas e para a residência multiprofissional da UFMS.

Sobre a Ebserh

Desde dezembro de 2013, o Humap-UFMS é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo da Rede Ebserh é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Com informações do Humap